Abertura com a orquestra será no dia 5 de outubro - Divulgação/FN

Já está aberta a contagem regressiva para o início da 19ª Feira do Livro de Montenegro e 14ª Feira do Livro do Vale do Caí. Na próxima semana, a comissão organizadora divulgará a programação completa do evento, que se dividirá em atividades presenciais e online com atrações especiais para a comunidade local e da região. A abertura será no dia 5 de outubro, às 19h, e contará com a Orquestra de Sopros de Picada Café. A solenidade será aberta apenas para convidados, devido aos protocolos de combate à Covid-19, mas terá transmissão na página da Feira no Facebook.

A novidade deste ano será o retorno dos livreiros à Praça Rui Barbosa. Com horário e espaço reduzido, as bancas ficarão no centro da cidade para que a comunidade possa ter acesso aos livros. “Com o avanço da vacinação, essa medida é uma forma de já irmos retornando aos poucos com os eventos. Quem sabe, no ano que vem, a Feira volte inteiramente para a Praça”, destaca a diretora da Biblioteca Pública Municipal Hélio Alves de Oliveira, Maria Therezinha Kraemer Canello, a Nica. Os livreiros atenderão, nos dias 7 e 8 de outubro, das 10h às 19h. No dia 9, o atendimento irá das 9h até o meio dia. Neste ano, devido à pandemia, somente três empresas estarão na Praça: uma local e duas mais antigas, que já participaram de outras edições da Feira: Livraria Intelectual, Livraria Noble Book e Livraria Chico Xavier.

Outra novidade desta edição do evento é o retorno da sessão de autógrafos, que acontecerá nos dias 7 e 8, no Clube do Comércio e na Praça, respectivamente. Escritores locais irão lançar seus livros e autografá-los, ação que não pode ser realizada na última edição devido à pandemia da Covid-19. O encerramento do evento acontece no sábado, dia 9, às 17h, com um espetáculo aberto ao público e em local aberto, na Estação da Cultura. A esquete “Fuscavela” poderá ser acompanhada pela comunidade que estiver no local, obedecendo a protocolos como uso de máscara e distanciamento social.

As atividades que acontecerão de forma online serão confirmadas apenas na live de lançamento da programação, na próxima semana. De acordo com Nica, a programação foi preparada para agradar a todos os públicos que ainda, infelizmente, não podem acompanhar a atividade de forma ao vivo. “Esperamos que este evento seja o pontapé inicial para o retorno da Feira do Livro presencial”, destaca a diretora da Biblioteca.

Patrono visita escolas

Mateus Araújo está divulgando a Feira do Livro
– Crédito: ACOM/Prefeitura

Enquanto a organização finaliza os detalhes da programação da 19ª Feira do Livro de Montenegro e 14ª Feira do Livro do Vale do Caí, as atividades pré-evento seguem acontecendo nas escolas da rede pública municipal. Durante as últimas semanas, o patrono, Mateus Araújo, realizou a divulgação da Feira em visitas a instituições municipais.
Durante os encontros, ocorre um bate-papo sobre literatura com os alunos. “Além da minha experiência como escritor, conversamos sobre contos e crônicas”, enfatiza Mateus.

O patrono convidou os estudantes a participarem da Feira do Livro, nas mais diversas plataformas. “A visita também serviu para reforçar que ser patrono é muito além de um mero título, é defender uma ideia: valor da literatura e da leitura”, destaca o escritor. Dentre as escolas já visitadas pelo autor, estão a Maria Josepha de Oliveira e Bernardino de Souza. Nos próximos dias, os encontros continuarão acontecendo.

Mateus Araújo vai lançar o livro “Quase” no dia 7 de outubro
– Crédito: ACOM/Prefeitura

Na última quarta-feira, dia 22, acompanhado da secretária municipal de Educação e Cultura, Ciglia da Silveira, da diretora de Cultura, Mara Ribeiro, e da diretora da Biblioteca Pública Municipal, Maria Therezinha Kraemer Canello, a Nica, o patrono realizou uma visita ao prefeito Gustavo Zanatta. Na reunião, o autor apresentou o seu novo livro, intitulado “Quase”. O escritor montenegrino lançará a obra em sessão de autógrafos, no dia 7 de outubro, às 19h30min, no Du Ruddi Buffet (rua Capitão Cruz, 1600, Centro). “Quase” reúne crônicas e contos com temas que passam por política, paternidade e o dia a dia, com doses de humor e ironia para registrar em literatura fatos do cotidiano.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here