Escola do Senai já conta com vários cursos de qualificação para preparar alunos para o mercado de trabalho - Crédito: Prefeitura

Na tarde de segunda-feira, dia 13, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços (ACI) Caí realizou sua reunião mensal nas dependências da Escola do Senai de São Sebastião do Caí. Na ocasião, os integrantes da ACIS, acompanhados pelo presidente Eduardo Fuhrmeister, e pelo prefeito Júlio Campani, foram recebidos pelo gerente de operações Marcos Cruz e pelo coordenador de educação profissional e tecnologia, Anderson Lemes da Silva e sua equipe.

Os gestores apresentaram a estrutura da unidade regional da escola, formada pelas unidades de São Sebastião do Caí, Montenegro e Triunfo, os cursos, serviços e projetos oferecidos pela entidade.

Prefeitos e presidente da ACIS estiveram visitando a escola do Sena
– Crédito: Prefeitura

Atualmente a escola do Caí oferece os cursos de Mecânico Montador de Equipamentos Industriais, Eletricista de Manutenção Eletroeletrônica, Assistente Administrativo e Assistente de Logística, todos eles presenciais. Conta com 225 alunos e atende a 31 empresas do Caí e região.

Para o próximo semestre estão abertas as vagas para os cursos de Eletrônica (Instalações Elétricas), Gestão (Processos Logísticos Industriais), Logística (Operação de Empilhadeira frontal a contrapeso – motor a combustão) e de Metalmecânica Fabricação Mecânica (curso de Leitura e Interpretação de Desenho Técnico e o de Técnico Mecânico e Metrologia).

Para entrar na Escola do SENAI o aluno interessado precisa ter no mínimo 14 anos de idade e fazer uma prova de seleção para verificar se cumpre os requisitos mínimos para poder acompanhar o currículo. Já dentro do Projeto Menor Aprendiz o aluno precisa ser indicado e contratado por alguma empresa.

Para 2022 a escola tem a expectativa de implantar um curso técnico em Eletromecânica (semipresencial), com o qual pretende atrair alunos egressos, e que porventura tenham desistido do curso em função de dificuldades com horários e deslocamento. Além disso, haverá, nesse caso, a possibilidade de aproveitamento de disciplinas.

O grupo visitou neste dia todas as instalações da escola, em especial as oficinas das áreas de elétrica e mecânica. Na ocasião, o gestor da escola apresentou também o espaço onde será instalado o SENAI LAB, que será um espaço criativo da escola, onde se desenvolve a cultura “Maker”, fortalecendo a prática do “aprender fazendo”. Será um local para despertar o empreendedorismo e a inovação no aluno como condição para atuação no mercado de trabalho, onde se fortalece a Metodologia SENAI de Educação Profissional no que se refere à Prática Pedagógica e onde se oportuniza o uso de tecnologias digitais nos processos de ensino e de aprendizagem.

Foi apresentado para os presentes a oportunidade de capacitações realizadas pelas unidades móveis do SENAI, que são escolas montadas em semireboques (carretas), contam com laboratórios, salas de aula e oficinas, equipadas com máquinas e equipamentos atualizados, além de diversos recursos educacionais e permitem levar qualificação profissional a diversos locais, mesmo onde não existam unidades fixas do SENAI.

Segundo o SENAI, sete em cada dez alunos dos cursos da escola conseguem emprego no primeiro ano após a conclusão dos cursos. Além disso, os empregadores preferem contratar pessoas que fizeram sua formação em alguma escola do SENAI, em função do excelente preparo que essas instituições proporcionam aos alunos.

Escola do Senai fica no antigo prédio da Leitz Metalúrgica
– Arquivo/FN

A Escola do SENAI de São Sebastião do Caí funciona onde antigamente era a sede da empresa Leitz Metalúrgica. O prédio foi adquirido pela ACIS, com recursos da entidade, doações de empresários e auxílio da administração municipal. A inauguração da escola ocorreu em 27 de julho de 2012 e a formatura da primeira turma em 28 de julho de 2016.

Sobre o SENAI-RS

Desde 1942, o SENAI-RS tem como objetivo promover o desenvolvimento e o aprimoramento da Indústria, atuando em duas áreas complementares: educação profissional e serviços técnicos e tecnológicos. No total, atende em mais de 130 pontos do Rio Grande do Sul. São escolas, centros de formação profissional, unidades móveis e Institutos de Inovação e de Tecnologia, além da Faculdade de Tecnologia SENAI, que possibilitam identificar as melhores alternativas e soluções nas mais diversas áreas de atuação da Indústria.

A educação profissional, direcionada a jovens e adultos que desejam a profissionalização ou a atualização no mercado de trabalho, permite o aperfeiçoamento de competências. O aprendizado é feito de forma integrada com o mercado de trabalho, acompanhando as novidades da ciência e aproveitando os conhecimentos e aplicações da tecnologia. Já, as atividades de serviços tecnológicos priorizam o acesso e o desenvolvimento das empresas, contribuindo para a inovação de produtos e processos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here