Lançamento ocorreu em reunião da Coordenadoria Regional do PDT ontem em Portão - Reprodução/FN

Durante reunião da Coordenadoria Regional do PDT, realizada na noite desta segunda-feira, dia 21, no município de Portão, o vereador Paulo Azeredo, de Montenegro, foi lançado como pré-candidato ao Governo do Estado.

Participaram do encontro várias lideranças do PDT no Estado, como deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores. Na ocasião, em discurso, Azeredo colocou seu nome à disposição do partido para a disputa ao Palácio Piratini. Lembrou sua trajetória, desde vereador em 1988, cinco vezes deputado estadual, secretário de obras do Estado, prefeito e na última eleição foi o vereador mais votado em Montenegro.

O presidente do PDT em Montenegro, Rodrigo Corrêa, fez a leitura de um documento, encaminhado para a Coordenadoria Regional, firmando apoio ao pré-candidato à presidência Ciro Gomes, além de se associar a campanha dos pedetistas que defendem a candidatura do presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, para governador. Mas caso não se consolide a candidatura de Romildo, o PDT montenegrino indicou Paulo Azeredo como pré-candidato ao Governo para participar das prévias do partido. Após a manifestação ocorreram muitos aplausos.

Paulo Azeredo disse que espera que Romildo Bolzan seja o candidato do PDT a governador, mas se isso não acontecer, já que o presidente gremista não confirmou intenção de concorrer, o montenegrino declarou que se vê no direito de participar das prévias pedetistas para definição da candidatura ao Palácio Piratini. “Temos história de 31 anos de PDT”, frisou, em discurso. Azeredo mostrou sua assinatura no documento que pede a candidatura de Romildo, mas deixou claro que se Bolzan não aceitar concorrer, vai disputar as prévias.

Na quinta-feira, dia 24, está prevista uma reunião do PDT em Osório, terra de Romildo e cidade em que foi prefeito. E na ocasião o debate sobre candidatura deverá ser ampliado. Caso não concorra a governador, Paulo Azeredo pode voltar a disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here