Intensificadas barreiras e abordagens no Vale do Caí após assalto a carro-forte no aeroporto de Caxias do Sul

Temor é de que bandidos possam fugir em direção ao Vale do Caí - Crédito: BM

A Brigada Militar intensificou as barreiras policiais e abordagens no Vale do Caí depois do violento assalto ocorrido na noite de quarta-feira, dia 19, em Caxias do Sul. Na ocasião, uma quadrilha tentou assaltar um carro-forte no aeroporto, ocasionando troca de tiros. Um sargento da Brigada Militar, de 47 anos, e pelo menos um criminoso, morreram no confronto. E demais assaltantes fugiram, sendo ainda procurados por diversas cidades. Vítima de tiro de fuzil, o 2º sargento Fabiano Oliveira foi cremado ontem, quinta-feira, em Caxias do Sul, numa despedida que teve homenagens em corporações da Brigada Militar de todo o Estado.

Assim que aconteceu o ataque na Serra, o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva (CRPO) no Vale do Caí, tenente-coronel Ailton Pereira Azevedo, diz que foram iniciadas barreiras de contenção e abordagem na região, incluindo em São Sebastião do Caí, Feliz, Vale Real, Bom Princípio, Montenegro e outras cidade. Conforme ele, o objetivo é intensificar ações de polícia ostensiva para uma melhor tranquilidade pública.

A Polícia Civil também monitora a região. E a Polícia Rodoviária, tanto Estadual como Federal, está monitorando as rodovias, para verificar se algum dos veículos usado no assalto trafegou pelo Vale do Caí. Em caso de qualquer suspeita, podem ser passadas informações, mesmo de maneira anônima, para os telefones 190 e 197.

Barreiras e abordagens acontecem em diversas rodovias e estradas da região – Crédito: BM

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

3 × três =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página