Montenegro amplia o videomonitoramento com mais 91 conjuntos de câmeras

Novas câmeras serão instaladas nas ruas e praças, além da Polícia Civil passar a ter acesso as imagens

Montenegro está investindo na ampliação do videomonitoramento para aumentar a segurança da população.

A empresa contratada pela Prefeitura iniciou nesta sexta-feira a instalação de mais 91 conjuntos de câmeras de videomonitoramento. A vencedora da licitação foi a DGT Tecnologia, de Estância Velha. O investimento é de aproximadamente R$ 8,5 milhões na locação e manutenção dos equipamentos pelo período de cinco anos. Ao fim deste prazo, as câmeras serão incorporadas ao patrimônio do Município.

Ontem pela manhã, o coordenador da Guarda Municipal, Airton Santos, esteve no gabinete do prefeito Gustavo Zanatta para apresentar o projeto aos representantes da Polícia Civil. Compareceram os delegados Marcelo Farias Pereira, Paulo Ricardo Costa e Ancelmo Carvalho Camargo. Os três destacaram a importância da medida para a segurança pública.

Do total de equipamentos contratados, 15 têm giro de 360 graus e 12 possuem tecnologia OCR, que permite a identificação de placas a longas distâncias. Com elas, será possível flagrar clonagens e identificar veículos furtados. Outra novidade é que 16 praças e áreas de lazer do Município passarão a ser monitorados por conjuntos de quatro “olhos”. “Além do perímetro urbano, também os acessos a algumas localidades do interior ganham câmeras, como Pesqueiro, Volta do Anacleto, Costa da Serra e Santos Reis”, explica o coordenador da Guarda Municipal, Airton Santos. Os equipamentos serão posicionados de forma estratégica, junto às estradas, o que também ajuda no processo de cercamento eletrônico do Município.

O prefeito Gustavo Zanatta explica que o projeto foi concebido pela Guarda de modo a permitir um controle sobre as entradas e saídas de Montenegro, monitorando situações de risco, como fugas de criminosos. “As imagens serão compartilhadas com a Polícia Civil e a Brigada Militar, que poderão agir de forma instantânea na defesa do cidadão”, comemora. “Por lei, a segurança pública não é atribuição da Prefeitura, mas não podemos esperar pelos outros quando nossa comunidade está em perigo”, conclui.

Atualmente, o Município possui 26 câmeras de monitoramento nas ruas, que serão integradas ao novo sistema. Além disso, a Administração levou o “olho eletrônico” e botão de pânico para as escolas da rede pública municipal.

Prefeito e delegados de polícia conheceram o projeto de ampliação – Crédito: Prefeitura

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

sete + 8 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página