Voluntários como "Zeu" deixam o centro de Montenegro, beira do rio e praças limpos no início da manhã - Crédito: ACOM/Prefeitura
A Prefeitura não tem expediente aos domingos. Também não há serviço oficial de limpeza das ruas e das áreas de lazer. Mesmo assim, quando os montenegrinos acordam, no dia do descanso, a Rua Ramiro Barcelos, a beira do Rio e a Praça dos Ferroviários estão limpas, apesar do intenso movimento dos sábados à noite deixar muita sujeira pelo chão.
O “milagre” tem nome: trabalho voluntário. Enquanto a maioria ainda desfruta do conforto dos lençóis, um grupo de três funcionários da Prefeitura, armados de vassouras e sacos pretos, faz o serviço. O trio é formado pelo diretor de Limpeza Pública, Manoel Eliseu Selbach, o Zeu, e seus colaboradores Neuri e Wagner.
No domingo o centro da cidade amanhece limpo graças ao trabalhos dos voluntários
– Crédito: ACOM/Prefeitura
A “força-tarefa” começou a operar em 4 de janeiro. Eles se alternam em duplas a cada domingo. O ponto de encontro é na Rua Ramiro Barcelos, perto da esquina com a Travessa Passini, às 6h30. Dali “descem” a rua e, de ambos os lados, livram a área de copos, plásticos, latas, garrafas, embalagens e toda sorte de resíduos que sobram de uma noite de festa e, muitas vezes, de baderna. Depois fazem o mesmo no Cais e encerram a jornada na Praça dos Ferroviários, por volta das 8h30.
O trio não recebe um centavo a mais pelo trabalho que realiza aos domingos. Segundo Zeu, a motivação é fazer o melhor pela cidade. “A população merece ter espaços públicos limpos para curtir o seu dia de lazer. É uma alegria proporcionar isso à comunidade”, afirma.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here