Funciona no Caí uma empresa pouco conhecida e que se destaca pelo seu alto padrão tecnológico. A Prodromus está instalada num pavilhão construido na rua Padre João Wagner, no bairro Vila Rica, e se dedica à produção de equipamentos voltados à automação industrial. Ou seja: ao uso de robôs para a execução de certas tarefas na linha de montagem de produtos industriais.

Trata-se portanto de uma empresa que trabalha com tecnologia extremamente avançada.

O proprietário da empresa é João Baptista Teixeira, portoalegrense que criou-se em Montenegro (filho de Ilton Teixeira) e casou com uma caiense.

Sua empresa, a Prodromus Automação Modular, atua há 18 anos como representante no Brasil de três indústrias alemãs de alta tecnologia.

Estabelecida em São Paulo, a empresa começou lá a fabricação de equipamentos com a sua marca e, recentemente, transferiu para o Cai o seu setor industrial.

João Baptista Teixeira mantém a sede da sua empresa em São Paulo mas, mesmo assim, transferiu sua residência para o Caí e passa a maior parte do tempo na cidade.

O pavilhão industrial da Prodromus é grande (800 metros quadrados) e o terreno tem espaço para a construção de mais um pavilhão semelhante. O que demonstra sua pretensão de ampliar a produção.

A empresa não deverá, mesmo assim, absorver grande número de funcionários. Mas ela paga bons salários e dá oportunidade de emprego a profissionais formados em escolas técnicas, como as do SENAI.

João Batista já se considera caiense. Ele gosta muito da cidade e tem particular admiração pelo rio Caí.

  • Matéria publicada no Fato Novo em 2008

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here