Polícia identifica autor de assassinato no centro do Pareci

Imagens de câmeras do centro auxiliaram na identificação do acusado, que continua sendo procurado e informações sobre o seu paradeiro podem ser passadas para a Polícia ou Brigada - Crédito: Polícia Civil

Foram realizadas pela Polícia Civil e Brigada Militar, na tarde de hoje, quinta-feira, dia 2, ações no sentido de executar a prisão temporária de suspeito do homicídio qualificado de Geovane Osório Klein, o “Bigode” de 63 anos, encontrado morto em sua residência na manhã de terça-feira da semana passada, 24 de janeiro.

Realizada a investigação pela Delegacia de Pareci Novo, apurou-se que o crime foi cometido na madrugada de domingo, dia 22, em represália a discussão banal entre o suspeito e a vítima, ocorrida faz cerca de dois anos atrás. Conforme o delegado André Roese, foi apurado que na madrugada do crime, o suspeito estaria embriagado e, após discutir com a namorada, foi, armado de uma adaga, em direção ao centro da cidade, onde praticou vandalismo em patrimônio público e então invadiu a casa da vítima, deferindo-lhe, pelo menos, duas estocadas do abdômen e dois golpes com a arma em sua cabeça. Após o crime, o suspeito fugiu em direção ao centro da cidade, desfazendo-se da arma e indo passar a noite na casa de parente no município, onde chegou sujo de sangue.

Adaga e roupas que teriam sido usadas no crime foram apreendidas – Crédito: Polícia Civil

O delegado diz que as investigações colheram diversas imagens de câmeras em que aparece o itinerário do suspeito na madrugada, sendo encontrada a arma possivelmente usada no crime. A adaga estava escondida em meios a arbustos próximos à via pública e coberta de sangue, ainda com que parece ser cabelos da vítima, sendo já encaminhada para perícia.

Geovani Osório Klein foi morto com cortes na cabeça e abdômen
– Crédito: Funerária Hartmann

De acordo com a Polícia foram expedidos mandados de busca e apreensão e de prisão temporária do suspeito. Policiais da 1ª Delegacia de Montenegro e 5º BPM apreenderam celular e arrecadaram a roupa que o criminoso estava usado na noite do crime, a qual apresenta ainda vestígios de sangue e será encaminhada para perícia técnica.

Diligências seguem no sentido da captura do foragido, cuja identidade não será ainda informada devido à Lei de Abuso de Autoridade, mas a Polícia Civil está à disposição para informações que levem à prisão do criminoso pelo número 197 e também pelo 190 da Brigada Militar.

Crime ocorreu na casa da vítima, no centro do Pareci
– Crédito: Polícia Civil

Geovani, que também era chamado de “Bigode”, residia sozinho numa casa antiga, de dois pisos, na Rua José Inácio Teixeira Júnior, próximo do Restaurante Mato Verde e da igreja Matriz. A despedida ocorreu na quarta-feira da semana passada, sem velório, com uma rápida cerimônia no próprio cemitério da localidade de Matiel, em Pareci Novo, seguida de sepultamento.

0 Comentários

Deixe um Comentário

5 × quatro =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página