População deve fazer a sua parte na prevenção e combate ao Aedes Aegypti - Crédito: Prefeitura

Preocupada em intensificar o combate ao mosquito transmissor da Dengue, a Vigilância em Saúde, seguindo orientação do Ministério da Saúde, criou um Comitê de Enfrentamento ao Aedes Aegypti. O grupo conta com representantes de diversos setores da Prefeitura e entidades como Brigada Militar, União Montenegrina de Associações Comunitárias (UMAC) e Conselho Municipal de Saúde.

De acordo com a chefe da Vigilância em Montenegro, Beatriz Garcia, a situação da Dengue é muito preocupante e requer um esforço conjunto de toda a população. Apenas neste ano, já são 188 casos, com 94 destes positivados, no município. “Precisamos agir com rapidez e combater a proliferação do Aedes. Estamos intensificando as ações de conscientização e temos um plano de contingência pronto”, afirma Beatriz.

Beatriz Garcia: “precisamos agir com rapidez”
– Crédito: Prefeitura

Nesta segunda-feira, dia 18, ocorreu a segunda reunião do Comitê, na sede da Vigilância. Beatriz explicou aos participantes algumas características do mosquito transmissor, como o período de vida, que dura de 30 a 45 dias, e a distância que o mosquito consegue voar, de até 300 metros. “É preciso que as pessoas abram suas portas para as equipes que estão monitorando. Todos precisam colaborar, evitando acumular objetos, pneus e qualquer situação que gere água parada. É uma situação séria, precisamos do apoio de todos”, reforça a chefe do setor.

O prefeito Gustavo Zanatta participou da reunião e reforçou que tudo que estiver ao alcance do poder público será feito para evitar a proliferação do mosquito. “Este Comitê é uma bela iniciativa, e estaremos apoiando todas as ações para enfrentar a Dengue”, ressaltou Zanatta.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here