O professor Leomar Wilrich foi o terceiro prefeito de São Vendelino Reprodução/FN

O emancipador Leomar Willrich já havia sido secretário da educação nos governos de Jair Baumgratz e de Régis Fritzen quando tornou-se prefeito. Leomar é professor e pessoa austera e reservada, sem muita inclinação para a política partidária e a batalha pela conquista do voto. Mesmo assim, com o apoio de Jair e Régis, não teve muitas dificuldades para vencer a eleição realizada em 1996. Venceu Valdomiro Sipp com 55 % dos votos válidos.

No seu governo, Leomar também deu continuidade às obras iniciadas pelo seu antecessor e que ainda estavam inacabadas. A principal delas era o Centro de Complementação Curricular, do qual Leomar havia sido um dos idealizadores e que lhe coube concluir. No mesmo prédio passaram a funcionar a Biblioteca Pública, auditório, a Câmara de Vereadores e salas destinadas a ensaios e aulas de arte.

A mais visível das obras da administração Leomar Willrich foi, no entanto, o asfaltamento da rua Cônego Caspary, a principal da cidade, numa extensão de 2,2 quilômetros. Uma obra difícil e cara, feita com alto padrão de qualidade e que hoje é um dos orgulhos de São Vendelino. E outras ruas menores também foram asfaltadas no seu governo. Foi também ampliado o Posto de Saúde, dando-lhe condições de atender a quase todas as necessidades da população na área de saúde. Hoje apenas 5 % dos casos de doença precisam ser levados para atendimento fora do município.

Prosseguindo no plano de embelezamento da cidade, Leomar concluiu e remodelou o prédio do restaurante Quiosque, seguindo no plano, que vem sendo implementado desde o governo de Jair Baumgratz de preparar o município para o turismo. Dentro, também, do programa continuado de atrair empresas para o município, Leomar apoiou a implantação do Paradouro, que foi inaugurado no seu governo, e o Sky Company, que foi iniciado no seu governo e concluído no governo seguinte.

Controle de gastos: o segredo do sucesso

Inúmeras obras foram realizadas com o objetivo de melhorar a infraestrutura de São Vendelino e a qualidade de vida da sua população. Foi implantado um campo de futebol no Vale Suíço, construídos um ginásio de esportes no Morro Carrard e um centro comunitário na Piedade. O abastecimento de água foi estendido até as localidades de Morro Canastra e Linha Nova Áustria.

A educação foi preocupação central deste prefeito professor. Já nos governos anteriores, nos quais atuou como secretário da educação (além de vice-prefeito no governo Régis Fritzen) ele já havia conseguido conquistas importantes, como a implantação do Segundo Grau. No seu governo não teve necessidade de investir muito na melhoria dos prédios, o que já havia sido resolvido nos anteriores. Sua atenção voltou-se, então, para a melhoria da qualidade do ensino e da cultura. Com a conclusão do Centro de Complementação Curricular, foi possível promover mais cursos de música, teatro etc. E também a realização de apresentações artísticas no auditório do Centro, que foi inaugurado na sua administração.

Mas, apesar de tantas realizações, Leomar Willrich considera que o ponto alto da sua administração foi o incentivo à implantação de aviários e peruários (criação de perus). A prefeitura ajudou muito na criação de empreendimentos deste tipo, inclusive levando a rede de água a todas as localidades, pois o abastecimento constante de água é uma das principais necessidades de empreendimentos deste tipo. Com os aviários, peruários e pocilgas, aumentou a renda de uma expressiva parcela da população, ajudando muito – desta forma – a atender as suas necessidades e a melhorar a qualidade de vida.

Segundo Leomar Willrich, o segredo do sucesso tanto na sua administração como nas que a antecederam e sucedeu está no controle dos gastos. “Não se pode gastar o que não se tem”, diz ele. Para que sobre dinheiro para os investimentos é necessário conter o gasto com o funcionalismo, evitar o empreguismo, os favorecimentos políticos e o paternalismo. A política de incentivo à implantação de aviários é um exemplo magnífico daquela velha máxima de que “ao invés de dar o peixe, o que se deve é ensinar a pescar”.

A aplicação destas noções tão simples de boa administração (que, no entanto, não são seguidas por muitos prefeitos), aliada à continuidade de trabalho em torno de um mesmo projeto de desenvolvimento fizeram com que São Vendelino se transformasse ao longo das administrações do trio Jair-Régis-Leomar.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here