Em 2009, a Leitz inaugurou sua nova planta industrial, com mais de 5.000 m² de área construída

A Leitz foi fundada por Albert Leitz em 1876, na cidade de Oberkochen, no sul da Alemanha.

Hoje, passados 145 anos, a sede da empresa ainda se encontra na mesma cidade, mas o que foi inicialmente uma pequena oficina, transformou-se numa empresa de abrangência mundial. Seus produtos são vendidos em mais de cem países. Ela conta hoje com 7 fábricas espalhadas pelo mundo, 36 unidades de vendas e serviços.

Albert Leitz fundou a “Württembergische Holzbohrerfabrik” em Oberkochen, sul da Alemanha.

Em 1980, quando a Leitz tinha fábricas na Alemanha, Holanda e Áustria sua diretoria decidiu dar um passo à frente com a implantação de uma fábrica fora da Europa. E o país escolhido foi o Brasil.

Para isto o diretor Dieter Brucklacher veio ao Brasil e percorreu vários estados do país buscando o melhor lugar para a instalação da empresa.

Acabou escolhendo o Caí por vários motivos, inclusive a sua boa localização e o fato de ser uma cidade com forte presença da colonização alemã. Mas foi fundamental o empenho demonstrado pelo então prefeito Heitor Pedro Selbach, que lutou para superar todos as dificuldades surgidas para a concretização do projeto.

Em 1982 a empresa deu início a produção no Brasil, em um prédio localizado no bairro Navegantes em São Sebastião do Caí

Desde então, a fábrica brasileira da Leitz também teve de enfrentar e superar dificuldades graves, como a hiperinflação e as dificuldades que a instabilidade da economia trouxe para as importações e exportações. Mas acabou se firmando como a empresa líder do mercado de ferramentas e sistemas de precisão para processamento de madeira e plástico.

 

 

Lançamento da pedra fundamental da nova fábrica

Em outubro de 2007, Dieter Brucklacher voltou ao Caí, com uma nova missão. Acompanhado de altos dirigentes e proprietários da empresa vindos da matriz alemã, e da direção brasileira da Leitz, ele comandou o lançamento da pedra fundamental da nova fábrica que será construída no Caí.

Localizada junto à RS-122, numa área de quatro hectares que foi doada pela prefeitura, as novas instalações exigiram um investimento de R$ 10 milhões (na construção dos prédios e em equipamentos) e ficaram prontas em janeiro de 2009.

As atividades da Leitz Brasil em 2007 eram comandadas pelo gerente geral Jorge Bonastre, pelo gerente geral de vendas Harri Schondelmeyer Júnior; pelo gerente administrativo e financeiro João Paulo Flach, pelo gerente de produção: Vitor Fabiano Ledur e pelo gerente de exportação Eduardo Bezares.

A solenidade foi acompanhada de uma bonita e elegante festa realizada num moderno pavilhão montado especialmente para isto, no local em que a fábrica foi erguida.

Solenidade de lançamento da pedra fundamental da construção da nova fábrica no bairro Angico
Arquivo/FN

Além dos dirigentes da empresa, todos os funcionários da unidade caiense estavam presentes e os mais antigos (com mais de 20 anos de serviços à empresa) receberam placas de homenagem, inclusive os gerentes da unidade caiense Harri Schondelmeyer Jr e João Paulo Flach. Num gesto simpático, o presidente da empresa Dieter Brucklacher ganhou também, merecidamente, a placa pelos 25 anos de trabalho na Leitz Caí. Participou também da festa o novo diretor da Leitz mundial Dieter Bolkart.

Autoridades locais, a imprensa da região e especializada, acompanharam o evento e testemunharam a alegria dos funcionários e dirigentes da empresa.

A festa começou com o descerramento de uma placa alusiva ao início das obras da nova fábrica, que foi acompanhado de benção do padre Ruberto Jaeger e do pastor Guido Broenstrup.

O diretor da Leitz no Brasil, Jorge Bonastre e o prefeito Léo Alberto Klein discursaram em português e o presidente Dieter Brucklacher falou em alemão e as pessoas que não entendiam os dois idiomas puderam acompanhar tudo graças a um sistema de tradução simultânea. Após os discursos, um buffet de alto nível foi servido aos presentes.

Foi uma festa completa. Mas que, para ser realizada com sucesso também exigiu a superação de uma grande dificuldade. No dia anterior havia chovido muito e o terreno em que se realizou a festa ficou enlameado. Um grande esforço foi necessário para deixar o local em condições. Felizmente o sol veio forte na tarde de segunda, ajudando a secar o terreno.

Esta dificuldade foi relatada por Jorge Bonastre (no seu discurso) fazendo uma analogia com as dificuldades que a Leitz teve de vencer, tanto na Alemanha como no Brasil. Dificuldades que sempre foram enfrentadas e vencidas, tal como aconteceu naquele momento.

O prefeito Léo Klein aproveitou o seu discurso para pedir à Leitz que aproveite o seu prédio do bairro Navegantes, que ficará vago dentro de um ano, para trazer para cá uma nova fábrica alemã. “De preferência uma fábrica de móveis, para ser cliente da Leitz”, disse o prefeito fazendo um gracejo.

Dieter Brucklacher salientou que a experiência adquirida no Brasil foi fundamental para a trajetória de expansão da Leitz pelo mundo transformando-se numa grande organização que hoje conta com 6.500 funcionários.

Agradeceu o apoio da população caiense e a fidelidade dos funcionários, que ajudaram a superar as dificuldades surgidas no caminho.

Para os caienses presentes à festa, as pessoas que compõem a Leitz deixaram uma impressão profunda e o sentimento de que o Caí pode sentir orgulho de haver sido escolhido por estas pessoas para ser o centro da sua atuação no Brasil.

Moderna planta industrial

Em 2009, a Leitz inaugurou sua nova planta industrial, com mais de 5.000 m² de área construída, no bairro Angico junto ao distrito industrial em São Sebastião do Caí.

É a maior fabricante de ferramentas de metal duro e diamante policristalino da América do Sul, possuindo o mais amplo portfólio de ferramentas e sistemas de precisão, como também consultorias técnicas especializadas que oferecem soluções customizadas às necessidades especificas do mercado nacional e internacional, com exportação para mais de 20 países (América e Europa).

Possui um quadro de funcionários com mais de 140 colaboradores diretos.

A Leitz está presente em todo o mundo com suas ferramentas, sistemas de ferramentas, serviços e soluções digitais, a linha de produtos da empresa abrange todas as indústrias de processamento de madeira, materiais à base de madeira e os materiais avançados. O espectro de clientes varia de empresas artesanais tradicionais a grandes empresas industriais e corporações globais. Como um fornecedor completo, a Leitz oferece a linha completa de ferramentas de precisão acionadas por máquinas para aplicações padrão e especiais. A Leitz está igualmente representada no processamento de madeira sólida, como fabricantes de janelas ou construção em madeira, bem como no processamento de painéis.

As principais competências da Leitz também incluem uma gama de ferramentas para a usinagem eficiente dos materiais mais modernos, os chamados materiais avançados, como CFRP ou outros materiais compostos à base de fibra sintéticas e minerais.

Graças à intensa cooperação com as empresas irmãs Bilz e Boehlerit, a Leitz é capaz de oferecer soluções coordenadas e otimizadas de uma única fonte. Além das forças conjuntas das três empresas do grupo, a posição competitiva individual é continuamente expandida por meio da realização de sinergias.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here