Depois de perder o filho vitimado em um assalto, Luiz Fernando Oderich resolveu combater a criminalidade no pais com a criação da ONG Brasil Sem Grades Reprodução/internet

O auditório do Centro de Cultura encheu-se de gente que foi assistir ao lançamento de um novo projeto da ONG Brasil Sem Grades.

Denominado “Pai? Presente!” este projeto faz parte do esforço da ONG para combater a criminalidade no país.

O projeto foi lançado no Caí porque existe a ideia de desenvolver uma forte ação neste sentido no município, com apoio da Prefeitura, do Ministério Público e da comunidade como um todo.

Todos os brasileiros estão preocupados com o problema da criminalidade. Principalmente nas cidades grandes, mas até mesmo em cidades pequenas – como o Caí – a maioria das pessoas aponta a falta de segurança como principal problema do país.

E o motivo disto é que os brasileiros estão sentindo pessoalmente as consequências da criminalidade. Ela atinge vizinhos e pessoas da própria família.

Como aconteceu com o caiense Luiz Fernando Oderich, que perdeu seu filho único, que morto ao ser vítima de um assalto em Porto Alegre ocorrido em agosto de 2002.

O impacto da enorme perda sofrida fez com que Luiz Fernando se impusesse uma missão: a de combater este grande problema nacional. Queria evitar que outras pessoas sofram o mesmo drama vivido por ele e sua esposa Mabel.

Ele criou, então, a ONG Brasil Sem Grades, que vem estudando as causas da criminalidade no país e buscando meios para evitá-la.

A ONG defende leis mais rigorosas e até a construção de mais presídios, para que os criminosos possam ficar detidos. Mas o seu enfoque maior é nas mudanças que precisam ocorrer na sociedade para que não se formem tantos criminosos. Nos seus primeiros seis anos, a ênfase maior da Brasil Sem Grades foi a de pregar o controle da natalidade, para evitar que crianças nasçam sem dispor do necessário amparo de uma família.

Ouça Luiz Fernando Oderich falando sobre a sua ONG em entrevista para a TV Com.
http://www.youtube.com/watch?v=m-8yWSTFCpM
http://www.youtube.com/watch?v=dxegH9OEiRU&feature=related

Pai? Presente! , no bairro Navegantes

No início de 2009, a ONG Brasil sem Grades elegeu um outro tema a ser propagado e defendido. O da paternidade responsável. Com o lema Pai? Presente!, a Brasil Sem Grades passa a defender mais veementemente a necessidade de que as crianças contem com a participação do pai na sua criação.

Isto porque pesquisas demonstram que a maioria dos jovens que se tornam delinquentes têm uma coisa em comum: a falta da presença do pai.

Conforme relatou Luiz Fernando na noite de terça-feira, pesquisa realizada em Caxias do Sul demonstrou que 71 % dos adolescentes infratores não tinham o nome do pai em sua certidão de nascimento.

A Brasil Sem Grades quer agir no sentido de fazer o pai participar da vida e da educação de seu filho. Não basta, por exemplo, pagar pensão. O papel que o pai tem de desempenhar na formação do filho é muito mais do que isto.

Dentro desta filosofia, Luiz Fernando Oderich pretende desenvolver um trabalho intenso no Caí, que poderá servir de modelo para ser aplicado depois nas demais cidades.

O Caí poderá, portanto, ser a primeira cidade a se beneficiar do trabalho e servir de exemplo para o restante do país.

  • Matéria publicada no Fato Novo em 2009

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here