Com a chegada de mais vacinas contra o coronavírus, novos grupos estão sendo beneficiados Crédito: Prefeitura de Salvador do Sul

Após vacinar os idosos com mais de 60 anos, profissionais da saúde e da segurança, alguns municípios do Vale do Caí já começaram a vacinar as pessoas com comorbidades, que são doenças crônicas que podem ser agravadas com o coronavírus.

Com a chegada de mais vacinas para a primeira dose, as pessoas que tenham alguma comorbidade ou deficiência permanente, que integram as que constam no Plano Nacional de Imunização, podem procurar os postos de vacinação. Fazem parte desta etapa de vacinação pessoas entre 55 e 59 anos, que tenham doenças como diabetes, hipertensão, câncer, pneumopatias, doenças coronarianas, renais e cardiovasculares, hemoglubinopatias, obesidade mórbida, cirrose hepática, imunossuprimidos e com deficiência permanente cadastradas no Programa de Benefício de Proteção Continuada (BPC). Também pessoas a partir de 18 anos que tenham síndrome de down, doenças renais crônicas, gestantes e puérperas (com comorbidades). A relação deve ser conferida no site e facebook dos municípios, ou com as Prefeituras e Secretarias Municipais da Saúde, para verificar também os locais de vacinação.

Deve ser apresentado também documento de identidade com CPF, comprovante de residência, exame, receita ou laudo médico que comprove a doença.

Os municípios também começam a vacinar a segunda dose da Oxford, para quem está completando três meses da primeira injeção. Ainda faltam novas doses da Coronavac para a aplicação da segunda dose de quem completou 28 dias desde a primeira aplicação, já que o fornecimento dos lotes está atrasado por parte do Instituto Butantan devido à falta de insumos. Ontem chegaram poucas doses, mas são insuficientes para colocar em dia e a expectativa e por mais repasses do Ministério da Saúde.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here