Senador Luis Carlos Heinze participou de forma online do encontro com prefeitos e lideranças da região - Reprodução/FN

Na manhã desta segunda-feira, o senador Luis Carlos Heinze, participou de uma reunião online com lideranças do Vale do Caí que estavam reunidas no campus da UCS em São Sebastião do Caí ou de forma remota. O encontro teve como pauta a ligação asfáltica entre o Vale do Caí, na RS 122, com a BR 386 e a BR 448, através do Passo da Taquara (Caí) e a Transaçoriana (Capela de Santana/Portão/Nova Santa Rita). No total seriam cerca de 20 quilômetros ligando a RS 122, no Caí, com a BR 386, em Nova Santa Rita, o que encurtaria a distância do Vale do Caí e da Serra com a Grande Porto Alegre, beneficiando toda a região. Além do senador, participaram da reunião os prefeitos Júlio Campani (Caí) e Kiko Hoff (Portão), mais o presidente do Conselho de Desenvolvimento (Corede) do Vale do Caí, Alzir Bach; o reitor da UCS, Evaldo Antonio Kuiava; empresários como Marcos Oderich, representantes de Capela e do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Parte da estrada já está asfaltada
– Reprodução/FN

O senador lembrou que destinou R$ 8 milhões para a pavimentação da Transaçoriana, sendo R$ 4 milhões para Capela e 4 milhões de reais para Portão. Com isso mais um trecho dos cerca de 10 quilômetros dos dois municípios poderá ser asfaltado. O prefeito Júlio Campani disse que a Prefeitura do Caí, com recursos próprios, vai asfaltar dois quilômetros do Passo da Taquara, esperando conseguir mais verbas para pavimentar o restante de 1,5 quilômetro. Teria também o trecho de Capela. “É o antigo traçado do Caí a Capela”, lembrou Campani, sobre a estrada.

Prefeitura do Caí vai asfaltar dois quilômetros da estrada do Passo da Taquara
– Arquivo/FN

Heinze falou da possibilidade de federalizar a RS 240 e também esse trecho a ser asfaltado, o que facilitaria para a liberação de recursos, já que poderia se fazer através do DNIT. Ele propôs a criação de uma comissão com representantes dos municípios, mais a UCS, Corede e DNIT, para agilizar o andamento dos projeto. O prefeito de Portão, que é também o presidente da AMVARC, e Alzir, do Corede, devem viajar a Brasília no próximo mês para encaminhar os estudos e projetos das Prefeituras. Na reunião também foi tratado sobre o desenvolvimento de ferrovias e hidrovias para o transporte de carga.

1 COMENTÁRIO

  1. Veremos. Tem outra alça da BR448 pra ser feita de Sapucaia até Portão e só enrolam. Salvaria a gente da Sharlau. Isso é coisa pra daqui qtos anos?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here