Reprodução/FN

A praça de pedágio não vai ser mais no quilômetro 12,6 da RSC 287, na altura da localidade de Muda Boi, como havia sido anunciado no mês passado.

Conforme o diretor do Departamento de Parcerias Público-Privadas do Estado, Rafael Ramos, ocorreu um erro na apresentação das novas praças de pedágio. Na verdade o novo pedágio está previsto para o KM 25 da RS 240. Entretanto, ao corrigir o local, Governo cometeu um novo equívoco. Informou o KM 25 como sendo em Montenegro e na verdade fica em Capela de Santana. “Vamos ter que corrigir o nome da praça para Capela de Santana”, diz Rafael, desconhecendo que fosse no trecho capelense da RS 240.

Pedágio no Portão deve ser desativado e dividido em praças na RS 122 em Bom Princípio e na RS 240 em Capela de Santana
– Crédito: Jefferson Bernardes/Agencia Preview/EGR

Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), o quilômetro 25 fica na altura da torre de telefonia, próximo da Cervejaria Barley, numa reta entre as localidades de Divisa e Pareci Velho. “No estudo de demanda teremos que corrigir o nome da praça”, diz Rafael Ramos.

Nas reuniões realizadas entre prefeitos e lideranças com o secretário extraordinário de Parcerias do Estado, Leonardo Busatto, sempre se falou que o local anunciado era no quilômetro 12,6 da RSC 287, em Montenegro. O prefeito Gustavo Zanatta se manifestou contra e pediu pela mudança no local, mas o secretário deixou claro que só com a concessão e o pedágio poderiam ser realizadas melhorias na RSC 287. Entretanto agora o pedágio não será mais no Muda Boi. Mesmo o novo pedágio não sendo mais na RSC 287, Rafael garante que com a concessão vão ocorrer investimentos nas duas rodovias.

Reprodução/FN

A reportagem buscou contato com o prefeito de Capela de Santana, José Alfredo Machado, mas não conseguiu retorno para ver a sua posição sobre a instalação de um pedágio no município. Ao contrário do atual pedágio de Portão, que deverá ser desativado até o final do ano, as novas praças terão cobrança nos dois sentidos e sem direito a isenções para moradores locais. No caso do pedágio em Capela, a tarifa máxima será de R$ 6,96 e mínima de R$ 5,22, mas deverá ter descontos entre 5% e 20% para usuários mais freqüentes.

Também foi mantido na divulgação do site do Governo do Estado o pedágio no quilômetro 22,5 da RS 122, na altura do bairro Bela Vista, em Bom Princípio, perto da ponte sobre o rio Caí, com tarifa máxima de R$ 9,43 e mínima de R$ 7,07.

O Governo vai realizar audiências públicas, de forma online, quando os usuários poderão dar sugestões e fazer questionamentos sobre as concessões das rodovias estaduais e as novas praças de pedágio. No caso das rodovias que cortam o Vale do Caí, como a RS 122, ERS 240, RSC 287 e ERS 446, todas estão no bloco 3, que terá a audiência pública pela internet no dia 15 de julho, uma quinta-feira, entre 14h e 17h. Manifestações também podem ocorrer pela consulta pública por e-mail.

 

1 COMENTÁRIO

  1. O Brazilzilzil é o único país do mundo em que distribuem pedágios como se fossem coisa muito natural. Sem necessidade de contrapartida de nada. Sem construção de novas estradas nem super estradas nem manutenção como se vê em outros países. Mas o judiciário diz que é legal. Até o judiciário aqui é diferente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here