Crédito: Polícia Civil

Uma quadrilha que planejava matar o prefeito e policiais do Município de Arroio do Sal, no Litoral Norte, foi desarticulada em operação realizada na terça e na última quarta-feira. Sete suspeitos de envolvimento foram presos por crimes como tráfico de entorpecentes e associação ao tráfico.

Affonso Flávio Angst, 59 anos, o popular Bolão, foi reeleito prefeito de Arroio do Sal no pleito de novembro. Natural de Salvador do Sul, ele na década de oitenta partiu para o litoral onde, no pequeno Balneário Jardim Olivia, abriu um mercado. Seu negócio prosperou e, gradativamente, Bolão conquistou espaço como liderança comunitária. A ida de Bolão para a região também contribuiu para que vários salvadorenses adquirissem imóveis para passar as férias de verão na localidade.

Bolão foi reeleito na eleição de novembro passado (Crédito: Reprodução/FN)

Conforme informações do portal Litoral na Rede, o delegado titular da Delegacia de Arroio do Sal, Adriano Koehler, relatou que os criminosos estariam insatisfeitos com a atuação de Bolão e de policiais no aumento da segurança no Município. “Em razão da administração buscar melhorias na segurança, em especial com acréscimo de efetivo, tal como ocorreu com a presença de alunos brigadianos antes do verão, os envolvidos se sentiram prejudicados”, afirmou Koehler.

Os alunos da Brigada efetuaram prisões durante o período, o que prejudicou a atuação dos traficantes na região. O plano de eliminar o prefeito e os policiais foi identificado, justamente, durante uma prisão ocorrida no dia 30 de dezembro, no Balneário Rondinha.

Ainda conforme o policial, os ataques a Bolão e aos agentes de segurança ocorreriam após a temporada de verão.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here