Crime ocorreu na Praça central da Feliz dez dias atrás - Reprodução/FN

No último prazo dado pela Polícia para se apresentar, a dupla acusada de desferir facadas em dois rapazes na Praça da Feliz compareceu na Delegacia na última quinta-feira, dia 27. O delegado Paulo Gilberto Baladão tinha deixado claro que, caso os dois indiciados não se apresentassem, iria representar pela prisão preventiva. Ambos são acusados de homicídio, pela morte de Evaldo Pereira de Sousa Junior, o “Juninho”, de 21 anos. E de tentativa de homicídio, já que outro rapaz, de 21 anos, também foi atingido por golpes de faca. O crime ocorreu no último dia 19 de maio, na Praça Lidovino Antônio Fanton. “Juninho” morreu no dia seguinte no hospital de Farroupilha. E seu amigo, também esfaqueado, foi inicialmente internado, mas já está melhor e inclusive prestou depoimento. Já os dois acusados fugiram do local do crime.

Evaldo Pereira de Souza Junior, o “Juninho”, de 21 anos, não resistiu as facadas e faleceu
– Reprodução/FN

De acordo com o delegado Baladão, os dois acusados prestaram depoimento. “Eles alegaram que já tinha uma desavença anterior, que já tinham brigado. E por isso foram preparados”, diz o delegado, sobre as declarações dos indiciados quanto a briga na Praça. Mesmo que tenham alegado que agiram em legítima defesa, o delegado cita que foram várias facadas que atingiram as vítimas.

O delegado Baladão informa que na próxima segunda-feira, dia 31, deve encaminhar o inquérito ao Fórum. Ele ainda aguarda alguns laudos, como de perícia e necropsia. Os dois acusados permanecem em liberdade até a decisão da Justiça. Como se trata de homicídio e tentativa de homicídio, ambos devem ser submetidos a júri popular.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here