Como HM Regional, hospital vai ampliar atendimentos para mais municípios

Direção da AOASE, mantenedora do HM Regional, emitiu nota oficial sobre a medida

O quase centenário Hospital Montenegro sempre teve a tradição de atender toda a região, sendo referência para 14 municípios que somam uma população de mais de 200 mil pessoas. Ao longo de 92 anos muitas vidas foram salvas de pacientes de todo o Vale do Caí e também de outras regiões. E agora, além da nova logomarca que destaca o HM Regional, através do convênio com o Consórcio Intermunicipal de Saúde (CIS-Caí) o maior hospital da região aumenta para 30 municípios a sua área de abrangência.

Com a possibilidade de receber mais recursos, não só garante o custeio do atendimento, como também projeta novos investimentos. É o único da região com UTI e que tem um Centro de AVC, com atendimento pelo SUS. Aliás, depois da inauguração do Pronto Socorro Regional, outro sonho antigo já está em obras no quarto andar: a instalação do novo Centro Obstétrico.

Diretores Carlos Batista e Jean Ernandorena ressaltam a importância das parcerias para garantir e melhorar o atendimento do HM

O diretor administrativo do HM, Carlos Batista da Silveira, ressalta que o hospital segue como 100% SUS, mas recebeu autorização do Ministério da Saúde para prestar 20% de atendimentos para convênios e particulares. “Não vamos diminuir o atendimento pelo SUS e sim ampliar mais para poder atender convênios, particulares e o consórcio”, explica. E por isso a busca de parcerias com os municípios e através do CIS-Caí, o que já está acontecendo “Não tem como depender só do poder público devido ao corte de recursos. Estamos buscando alternativas”, frisa Batista, lembrando que o HM também busca credenciamento como referência em traumatologia e oncologia. “O HM é uma empresa privada. Vamos cumprir o contrato com o Estado e oferecer outros serviços, como de cirurgias, exames e laboratório”, completa, ressaltando que o hospital tem um parque tecnológico e realização mais de 60% das internações da região. Já estão sendo mantidos contatos com operadoras de saúde e universidades, no sentido de ampliar e qualificar os atendimentos. Isso vai possibilitar o amparo à saúde com um novo alcance.

Pronto Socorro Regional foi uma importante conquista

Centros Obstétrico, de Especialidades e de Diagnóstico

A instalação do novo Centro Obstétrico, prevista para ainda neste ano, vai possibilitar a abertura de duas novas salas no centro cirúrgico, onde atualmente ocorrem os partos. Com isso poderão ser disponibilizadas mais cirurgias. Entre as novidades o HM terá o primeiro Centro de Parto Natural credenciado do Estado. Atualmente, cerca de 50% dos partos já são naturais, índice que deve aumentar, possibilitando uma recuperação mais rápida das gestantes e bebês. “Vai ter um espaço específico para isso”, afirma o diretor Batista. E o diretor técnico, médico Jean Ernandorena, antecipa outros projetos que devem sair do papel, entre eles a instalação do Centro de Especialidades Médicas e do Centro de Diagnóstico. “O hospital, mesmo com todas as dificuldades, consegue crescer e expandir. Deu um salto de qualidade como nunca teve na história”, realça.

Nova logomarca

Novos equipamentos já chegaram ou vão chegar em breve, entre eles novo tomógrafo, raios-X e futuramente ressonância magnética. A expectativa é de que nesta semana o HM será anunciado como referência em traumato de média complexidade. Assim casos que hoje aguardam na fila ou são encaminhados para hospitais de Esteio e Sapucaia do Sul, poderão ser tratados no Hospital Montenegro. “Esperamos que os municípios procurem o HM para firmar parcerias, melhorando e ampliando o atendimento. Vamos construir juntos”, reforça Batista. “Vamos ampliar a linha de cuidados para que o paciente possa receber todo o atendimento sem depender de fila e leitos em outros hospitais”, completa.

0 Comentários

Deixe um Comentário

treze − 1 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página