Prefeito Gustavo Zanatta lançou o programa Fim da Espera - Crédito: ACOM/Prefeitura
Nos próximos meses, a Administração Municipal de Montenegro pretende zerar uma fila de exames que, para algumas pessoas, já dura mais de dois anos. Nesta manhã, o prefeito Gustavo Zanatta lançou o programa Fim da Espera, que prevê investimentos de R$ 1,25 milhão na aquisição de ferramentas de diagnóstico necessárias para a detecção e o acompanhamento da evolução de diversas doenças. O evento aconteceu na sede da Câmara, com a presença de vereadores, secretários e lideranças da Saúde.
Os recursos para o programa foram obtidos junto à União, por meio de emendas ao orçamento federal. Quatro deputados federais colaboraram: Maurício Dziedricki (PTB) – R$ 600.000,00; Jerônimo Goergen (Progressistas) – R$ 300.000,00; Carlos Gomes da Silva (Republicanos) – R$ 200.000,00; Liziane Bayer – (PSB) – R$ 150.000,00. Ao todo, serão atendidos 4.139 montenegrinos com exames de 11 tipos em variadas especialidades.
O prefeito abriu o evento explicando que, como profissional da saúde, uma de suas grandes preocupações sempre foi com a angústia de milhares de pessoas esperando pela realização de exames que lhes permitem um tratamento adequado. “Assim que tivemos a garantia de recursos para a Saúde, assegurados através de emendas parlamentares dos deputados federais, não tive dúvidas em destiná-los para acabar com a espera desses cidadãos. Muitos aguardam há mais de dois anos”, revelou Zanatta.
O nome do programa é uma referência ao grande número de pessoas que esperam há muito tempo a marcação de exames especializados. De acordo com a secretária municipal da Saúde, Cristina Reinheimer, a grande maioria desses exames é responsabilidade do Estado, que o Município acaba assumindo para não deixar a população desassistida. A fila cresceu principalmente com a chegada da Pandemia, quando muitos prestadores desses serviços suspenderam a oferta.
Nos próximos dias, a Secretaria fará contato com aqueles que estão aguardando para verificar se ainda há interesse pelos testes. Em caso positivo, a ideia é fazer o agendamento com a maior brevidade possível. A maior parte dos serviços deve ser adquirida por meio do Consórcio Intermunicipal CIS/Caí.
Aline Rodrigues aguardava há cerca de um ano pela realização de uma Tomografia de Crânio e agora recebeu a autorização
– Crédito: ACOM/Prefeitura
Durante o evento, ocorreu a entrega simbólica de uma autorização de exame para Aline Rodrigues, de 35 anos. Ela estava aguardando há cerca de um ano pela realização de uma Tomografia de Crânio. “Sofro com muitas dores de cabeça. Agora, com o exame, poderei descobrir o que é para fazer o tratamento”, comemorou.
EXAMES A SEREM DISPONIBLIZADOS:
ENDOSCOPIA – 865
COLONOSCOPIA – 635
RESSONÂNCIA – 292
TOMOGRAFIA – 746
ECODOPPLER – 32
ECOCARDIO – 39
RX – 480
ECOGRAFIA – 657
MAMOGRAFIA – 250
AUDIOMETRIA – 20
ESPIROMETRIA – 123
TOTAL – 4.139

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here