Augusta Carvalho dos Santos conversou com o vereador Talis Ferreira no dia em que se tornou centenária - Crédito: Reprodução/FN

Nesta segunda-feira, dia 17, dona Augusta Carvalho dos Santos está completando 100 anos de idade.

Dona Augusta nasceu em 1922 no município gaúcho de Coronel Bicaco, mas se mudou para Montenegro na década de 90. Já mora na cidade há 31 anos, onde reside com o seu marido na Rua dos Imigrantes.

A centenária tem uma história de vida muito dolorida, mas repleta de fé. Quando criança, foi vendida por sua mãe aos 6 anos de idade para trabalhar como escrava. Aos 9 anos, foi vendida novamente para outra família, que lhe alimentava com os restos de comida. Ela fazia suas refeições no galpão, junto com os cachorros. Sua roupa de cama e sua cama, inclusive, eram feitos de estopa, material mais grosso que linho, utilizado para panos de limpeza hoje em dia. Augusta conta que precisava lavar toda a roupa de cama de seus patrões no rio que ficava mato adentro do local onde eles moravam, em época de geada. “Não tinha ninguém para cuidar de mim, só Deus” conta, emocionada.

Apesar da idade avançada, ela não tem problemas de saúde e caminha com a ajuda de muleta. Do seu atual casamento, teve 5 filhos. Ainda quando morava em Coronel Bicato, Augusta acabou tendo outros 4 filhos, mas diz que duas meninas foram tiradas dela à força, com quais ela nunca teve contato. E não esconde o sonho de reencontrar essas duas filhas. Uma delas se chamaria Helia e teria por volta dos 60 anos. “Aproveitamos esta ocasião para pedir a ajuda da comunidade. Se você tem alguma informação sobre o paradeiro dessas filhas, entre em contato conosco”, destaca o presidente da Câmara, vereador Talis Ferreira, que visitou dona Augusta em sua casa no dia do seu aniversário, quando gravou um vídeo que está postado em seu facebook Talis Ferreirinha. O seu maior presente de aniversário seria encontrar a filhas, que não chegou a conhecer.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here