Imagem ilustrativa/internet

Os municípios gaúchos estão recebendo quase 470 mil novas vacinas, da Oxford, Coronavac e Pfizer, o que vai permitir avançar na vacinação da primeira e segunda dose de mais faixas etárias e grupos prioritários. Além de por idade, a vacinação também beneficia adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades, gestantes e puérperas. Isso é importante porque nos últimos dias alguns municípios da região não estavam conseguindo avançar na vacinação devido à falta de vacinas.

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, a nova distribuição já leva em consideração o novo cálculo de rateio de vacinas, visando corrigir eventuais distorções causadas por estimativas populacionais que não condizem com a realidade ou casos de municípios que vacinaram mais pessoas não residentes, entre outras situações.

504 mortes

Na medida em que a vacinação avançar, reduzem os casos, internações e mortes de pacientes diagnosticados com o coronavírus. Mas não se deve baixar a guarda, ainda mais após o surgimento da variante Delta, que inclusive teve dois registros em Montenegro e tem quase o dobro de transmissão do vírus original da Covid-19. Por isso tem que manter e reforçar as medidas de prevenção, como o uso de máscara, distanciamento, higiene e limpeza, e fazer a vacina quando chegar à vez.

Foram confirmados apenas dois novos óbitos de pacientes com coronavírus em uma semana na região. Ontem, terça-feira, foi confirmada mais uma morte em Montenegro, de idoso de 88 anos e o município chega a 162 mortes. Pareci Novo confirmou o 6º óbito, de um homem de 55 anos. Somando as vinte cidades integrantes da Associação dos Municípios do Vale do Caí (Amvarc), a região tem desde o início da pandemia 504 óbitos de pacientes com coronavírus, além de cerca de 30 mil casos confirmados, dos quais em torno de 29 mil já estão curados.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here