Crédito: Governo do Estado

O mapa preliminar da 38ª semana do Distanciamento Controlado, divulgado nesta sexta-feira, dia 22, reflete a alteração de indicadores monitorados pelo sistema estadual de enfrentamento à pandemia, com leve queda de internações e óbitos por Covid-19. Com isso, a classificação prévia traz quatro regiões com bandeira laranja – no mapa preliminar da semana passada, havia apenas uma e, no mapa definitivo, ficaram duas laranjas após o deferimento de um dos recursos.

No Vale do Caí a maioria dos municípios seguem em bandeira vermelha, de risco alto, mas podendo adotar protocolos de laranja por não ter tido óbitos ou internações nos últimos 14 dias, ou através da cogestão. Até a manhã de domingo ainda tem prazo para os recursos e na segunda-feira será divulgado o mapa definitivo da próxima semana.

Como a região covid de Caxias do Sul segue em bandeira laranja, seis municípios do Vale do Caí, que fazem parte desta área continuam em risco médio: Bom Princípio, Feliz, Vale Real, Alto Feliz, São Vendelino e Linha Nova. Já entre os vinte municípios da região que não tiveram mortes e hospitalizações nas duas últimas semanas e também podem ficar na bandeira laranja estão: Brochier, Harmonia, Pareci Novo e São José do Sul. As outras dez cidades estão em laranja pela cogestão.

Segue a prevenção

Para o total do Rio Grande do Sul, houve redução no número de pessoas confirmadas com Covid em leitos clínicos (-9%) e estabilidade nos internados em UTI. Foi registrada, ainda, estabilidade no número de casos ativos e, no acumulado desta semana, considerável redução dos óbitos (-19%).

Na 38ª rodada do Distanciamento Controlado, também ocorreu redução no número total de leitos de UTI ocupados. Na semana 36 eram 2.025, na 37 ficou em 2.040 e, na atual, 2.006 – considerando pacientes Covid-19 e demais causas.

Além disso, a quantidade total de leitos de UTI aumentou nas últimas três semanas, passando de 2.630 na 36ª, para 2.640 na 37ª e, na atual semana de avaliação, o Estado conta com 2.660 leitos. Mesmo com o início do plano de vacinação, a secretária da Saúde, Arita Bergmann, reforça que a pandemia não acabou, e o mapa preliminar continua refletindo a gravidade da situação do Rio Grande do Sul. “A vacina chegou, mas a quantidade ainda é pequena diante da população que deverá ser vacinada. Portanto, mais uma vez, salientamos a importância do cuidado individual, com o próximo, do uso dos equipamentos de proteção, especialmente a máscara, de lavar as mãos com frequência, usar álcool em gel e ter cuidados básicos. O mapa de hoje revela justamente que a maioria das regiões está em risco alto. Toda a população deve continuar em estado de alerta porque o vírus segue circulando”, afirma Arita.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here