Depois do susto da picada da cobra, doutor Adélio Menegaz volta ao Caí e já está trabalhando

Médico e a esposa Rejane retornaram do Maranhão na última segunda-feira - Reprodução/FN

O doutor Adélio Menegaz já retornou a São Sebastião do Caí e também ao trabalho em sua clínica e no Hospital Sagrada Família. Após o susto sofrido no Maranhão, em que foi picado por uma cobra venenosa na fazenda da família, o médico está recuperado e no retorno recebeu o carinho dos colegas, pacientes e amigos, já que é muito estimado pela comunidade caiense e da região.

Médico sofreu picada na fazenda da família no Maranhão e foi internado em hospital de Tocantins
– Reprodução/FN

Foi um susto muito grande, justamente no final de semana do Natal. O doutor Adélio aproveitou as férias para viajar para o Maranhão, onde os filhos William e Cristian administram a fazenda. Muito ligado a agricultura, onde tem a sua origem, o médico estava ajudando os filhos quando no dia 23 de dezembro, sexta-feira, foi picado por uma cobra da espécie jararacuçu malha de cascavel. Ele foi medicado com soro antiofídico na cidade de Balsas, onde fica a fazenda, e no dia seguinte removido para o município de Araguaína, em Tocantins, onde o hospital dispõe de mais recursos. Logo as notícias circularam no Caí, pelas redes sociais, com fotos dele no hospital, causando preocupação quanto ao estado de saúde do doutor Adelio, inclusive que estaria correndo risco de vida ou de amputação de uma perna. O Fato Novo publicou matéria justamente também para tranqüilizar os pacientes e amigos do médico, informando que ele estava bem e se recuperando.

A recuperação foi lenta. “Estive 13 dias em recuperação, mas tudo dentro do previsto devido à gravidade. A complicação maior foi na perna afetada, onde passei por um procedimento cirúrgico de drenagem. Foram dias difíceis, com muita dor e inchaço na perna, q foi sendo amenizado com o tratamento. O hospital em que fui tratado era especializado em tratamento de doenças tropicais, tipo picada de cobras, escorpiões, arraias e outras”, informou o médico, em entrevista ao Fato Novo.

O carinho no retorno

O doutor Adélio voltou ao Caí, ao lado da esposa Rejane, na última segunda-feira, dia 9. “Continuo em recuperação, com a perna edemaciada (com edema) e pouco dolorosa, mas evoluindo bem”, informou o médico. “Fiquei muito feliz e retornar ao Cai e receber o carinho da população caiense e cidades vizinhas. Só tenho a agradecer ao jornal Fato Novo em divulgar de forma correta o acidente que acabei sendo vítima. Quero agradecer a todos que oraram e torceram por minha recuperação”, completou.

No retorno o doutor Adelio recebeu o carinho dos colegas, pacientes e amigos
– Crédito: Paty Gamarra Nascimento

Adélio também foi agradecer na novena de São Sebastião, durante a missa que ocorre na programação da tradicional Festa da Praça do Caí. E foi cumprimentado por várias pessoas, que estavam muito felizes com a sua recuperação e retorno. O médico, de 61 anos, é muito conhecido e estimado em São Sebastião do Caí e na região. No ano passado, em 22 de novembro, inclusive recebeu o título de Cidadão Caiense, em sessão solene da Câmara de Vereadores, como forma de homenagem e agradecimento pelos serviços prestados para a comunidade. Natural de Charrua, no Rio Grande do Sul, onde nasceu em 1961, é formado em Medicina e Cirurgia Geral desde 1988. Escolheu o Caí para exercer a medicina, começando em plantões no Hospital Sagrada Família e depois instalou a sua própria clínica.

0 Comentários

Deixe um Comentário

oito − 2 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página