Prefeitos da região preparam nova mobilização pela Transcitrus

Reunião ocorreu em Montenegro ontem - Crédito: Prefeitura de Montenegro
A Estação da Cultura de Montenegro recebeu ontem, segunda-feira, dia 25, representantes de diversas cidades vinculadas à Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc). A principal pauta dos prefeitos e vices foi a Rodovia Transcitrus, que ainda está longe de ser concluída. As prefeituras dependem de recursos federais para dar continuidade às obras.
Durante o encontro, foi discutida a realização de um movimento junto à bancada federal gaúcha. A ideia é pressionar deputados federais e senadores para incluírem recursos destinados às obras em suas emendas ao Orçamento da União. Inclusive, os prefeitos pretendem ir a Brasília para fazer a solicitação pessoalmente.
A Rodovia Transcitrus, que liga os Vales do Caí e Taquari, foi idealizada em 2007, com um projeto inicial de 36 quilômetros. As primeiras tratativas para que a obra saísse do papel foram feitas pelos municípios de Pareci Novo, Maratá, Brochier, Poço das Antas e São José do Sul. Depois mais municípios, incluindo Montenegro, aderiram ao projeto. Contando com uma extensão de 42 quilômetros, a estrada representa um grande avanço para o escoamento da produção rural destes municípios.

Um dos objetivos na época, e que hoje se desenhou possível, foi promover uma mudança no cenário econômico da região criando a rota turística Caminho dos Vales. A Rota faz a ligação de pontos turísticos da região que, mesmo de forma isolada, atraem visitantes de todo o Estado.

Em Montenegro ainda existem 900 metros de estrada para pavimentar e, assim, concluir o traçado da rodovia. Em São José do Sul, são 1.800 metros, sendo 300 em direção a Harmonia e 1.500 em direção a Maratá. Brochier precisa pavimentar um trecho de 3,7 quilômetros para concluir o traçado em seu território. Já em Maratá, ainda faltam 4,4 quilômetros de estradas que fazem parte da rodovia. Até agora, foram executados 31,2 quilômetros da estrada. “Somos parceiros nessa mobilização, pois trata-se de uma obra regional e, enquanto não estiver integralmente pronta, a Transcitrus será uma preocupação de todas as cidades envolvidas”, afirma o prefeito de Montenegro, Gustavo Zanatta.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dezenove − quatro =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página