Municípios e CIS-Caí buscam comprar vacinas direto dos laboratórios que fornecem - Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

A expectativa é pela chegada de mais vacinas para combater o coronavírus nos municípios do Vale do Caí.

Após as primeiras doses da CoronaVac, que foram recebidas na semana passada, algumas cidades estão recebendo lotes da vacina de Oxford, que vieram da Índia. E também deve vir um novo lote da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan, de São Paulo. Mas ainda é muito pouco. Algumas cidades receberam apenas 5 doses. A prioridade, por enquanto, é para vacinar profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate a Covid-19, como em hospitais e postos de saúde, e idosos residentes em instituições de longa permanência, como asilos. Depois, com mais doses, outros grupos prioritários poderão ser beneficiados.

Profissionais da saúde da linha de frente contra o coronavírus e idosos de asilos (foto) estão recebendo as primeiras vacinas
– Crédito: ACOM/Prefeitura de Montenegro

Maior cidade da região, Montenegro recebeu na última semana 786 doses da vacina Coronavac. E ontem, terça-feira, vieram mais 700 da vacina de Oxford/AstraZeneca. São Sebastião do Caí, que na semana passada recebeu 183 doses da Coronavac, também está buscando um lote da vacina de Oxford. Bom Princípio também recebeu na última segunda-feira 40 doses da vacina de Oxford, além de estar aplicando as cem doses da Corovanac recebidas na semana passada. Outros municípios da região também estão recebendo ou vão receber novos lotes de vacinas.

Importante é a população continuar adotando as medidas de prevenção, como o uso de máscara, que é obrigatório, além do distanciamento, evitando aglomerações, higiene e limpeza. A maioria dos municípios do Vale do Caí seguem em bandeira vermelha, de risco alto, no sistema de distanciamento controlado do Governo do Estado. Apenas as seis cidades do Vale do Caí que integram a região covid de Caxias do Sul estão na bandeira laranja, de risco médio, entre elas Bom Princípio, Feliz, Vale Real, Alto Feliz, São Vendelino e Linha Nova. Já Brochier, Harmonia, Pareci Novo e São José do Sul podem adotar protocolos de laranja porque não tiveram óbitos ou internações nos últimos 14 dias. E as outras dez cidades da região podem utilizar protocolos de bandeira laranja devido a cogestão.

Os casos de coronavírus, assim como internações e óbitos, seguem aumentando, mas num ritmo menor. Montenegro confirmou no início desta semana a 41ª morte de paciente com coronavírus, de idosa de 78 anos. Ontem, terça-feira, foi confirmada a 42ª morte, de homem de 78 anos.  Feliz teve o 7º óbito, de mulher de 48 anos. Nesta última semana, Barão também confirmou a quarta morte, de idosa de 77 anos. No total, até o momento, os vinte municípios do Vale do Caí somavam 10,8 mil casos confirmados de Covid-19, dos quais 9,3 mil estão curados e ocorreram 141 mortes de pacientes diagnosticados com coronavírus.

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here