Reprodução/FN

A bandeira preta, de risco altíssimo, foi mantida em todos os municípios do Vale do Caí. O Governo do Estado indeferiu os pedidos de reconsideração, mantendo 11 bandeiras pretas e dez vermelhas nas regiões covid do Rio Grande do Sul. Mas o governador Eduardo Leite, em transmissão por live nesta tarde, anunciou a manutenção da cogestão, ou seja, mesmo em bandeira preta, os municípios podem adotar protocolos de bandeira vermelha, o que permite o funcionamento do comércio, serviços e empresas, mesmo com aumento nas restrições.

Mesmo mantendo o comércio aberto, o quê era uma solicitação da grande maioria dos prefeitos, o governador determinou a ampliação do horário de suspensão das atividades em todo o Estado. Desde sábado as atividades estavam suspensas das 22h às 5h. Agora isso vai ocorrer a partir das 20h até 5h, pelo menos até a próxima segunda-feira, 1º de março. A medida visa conter a pandemia do coronavírus, já que teve uma grande alta nos casos, internações e mortes nos últimos dias.

Sobre a situação das escolas, mesmo em bandeira preta está permitido ter atividades de educação infantil (creches) e aulas presenciais no 1º e 2º ano do ensino fundamental. Demais séries não estão autorizadas a ter aulas presenciais, devendo ser mantido o ensino remoto.

O governador pediu para que seja intensificada a fiscalização, tanto por parte das forças de segurança e Prefeitura, como dos próprios cidadãos, denunciando no caso de não cumprimento dos protocolos. E reforçou a necessidade de uso de máscara, distanciamento, evitando aglomerações, além de higiene e limpeza.

1 COMENTÁRIO

  1. A QUEM INTERESSA A RETOMADA DAS AULAS DE ALUNOS DE SÉRIES INICIAIS, 1º E 2º ANOS DO FUNDAMENTAL? NÃO SERIA PQ NESTES CASOS HA NECESSIDADE DE OU OS PAIS LEVAM DE CARRO E OU VANS? PQ SE ALUNOS MAIORES E COM CAPACIDADE DE DISCERNIMENTO DE CUIDADOS NÃO HAVERÁ AULAS PRESENCIAIS PQ DEVEREMOS MANDAR CRIANÇAS PEQUENAS PARA A ESCOLA E COLOCÁ-LAS EM RISCO?

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here