No projeto de concessão, Governo propõe que pedágio no Portão seja desativado e dividido em duas novas praças, o que tem gerado protestos - Crédito: Jefferson Bernardes/Agencia Preview/EGR

Na próxima semana os prefeitos e lideranças do Vale do Caí deverão ter uma reunião na Secretaria de parcerias do Estado para buscar mais informações sobre a mudança do local do pedágio da RS 122. O prefeito de São Sebastião do Caí, Júlio Campani, fez novamente contato com o diretor do Departamento de Parcerias Público-Privadas do Estado, Rafael Ramos, que ficou de agendar a reunião para os próximos dias. Campani também conversou com o prefeito de Bom Princípio, Fábio Persch, visando uma mobilização regional.

A transferência da praça do pedágio, que consta no projeto de concessão, visando evitar desvios dos motoristas, está causando grande repercussão e resistência dos prefeitos, vereadores, representantes de entidades e lideranças da região. Inicialmente a informação era de que o pedágio passaria para São Sebastião do Caí, mas depois, ao ser informado pelo Governo do Estado que será no quilômetro 22,5 se descobriu que deverá ser em Bom Princípio, próximo da ponte sobre o rio Caí, no bairro Bela Vista. Moções de repúdio, contra a mudança, já foram emitidas pela CDL e pela Câmara de Vereadores de Bom Princípio.

Segundo informações, com a concessão, que deve ocorrer em um ano, ao contrário do que acontece hoje em Portão terá cobrança nos dois sentidos e não haverá isenção para os moradores do município onde estiver o pedágio. Por outro lado devem ocorrer obras de melhorias na pavimentação, estrutura e serviços, incluindo a duplicação do trecho entre São Vendelino e Farroupilha. Neste mês de junho ainda devem ocorrer consultas e audiências públicas, em que a população poderá se manifestar, com sugestões e se posicionando com referência a privatização e mudança da praça de pedágio.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here