Samuel Leandro Schwingel, de 28 anos, estava com um grupo de amigos de Lajeado - Crédito: Facebook/Reprodução

A Polícia Civil vai investigar as circunstâncias da morte de Samuel Leandro Schwingel, de 28 anos. O rapaz estaria se banhando com um grupo de amigos, no final da tarde de ontem, quarta-feira, dia 6, na Cascata de Vitória, em Maratá, quando morreu afogado.

Afogamento ocorreu no final da tarde de ontem, quando não tinha salva-vidas
– Crédito: Prefeitura

Conforme os Bombeiros Militares de Montenegro, que atenderam a ocorrência, o afogamento teria ocorrido por volta de 18h. O corpo foi localizado pelos bombeiros por volta de 20h20min, com a utilização de uma garateia (gancho), sendo o local isolado pela Brigada Militar e depois encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Na manhã de hoje, quinta-feira, a Prefeitura de Maratá emitiu nota lamentando o ocorrido e prestando alguns esclarecimentos. A Administração Municipal lembrou que a área da cascata é concedida à iniciativa privada e que existem regras para os freqüentadores do local. Informou que existe uma área demarcada e que o banho no lago só deve ocorrer com a presença de salva-vidas. Segundo a Prefeitura, o local do afogamento teria sido cerca de 10 metros de distância da área demarcada e que salva-vidas só atuam no local em finais de semana e feriados.

Nota de esclarecimento da Prefeitura de Maratá

O Município de Maratá vem esclarecer alguns fatos acerca do afogamento de um jovem no final da tarde dessa quarta-feira, 06, no Parque Cascata Vitória. Primeiramente, o Município de Maratá lamenta profundamente a perda do jovem lajeadense, de 26 anos, e se solidariza com a família.

É importante salientar que o parque está concedido à iniciativa privada, que realiza a manutenção e é responsável pelo local. No entanto, há regras, definidas por lei, que os turistas devem cumprir para que possam desfrutar das belezas naturais com mais conforto e segurança.

Cabe destacar:

– Existe área demarcada para banho, em local que oferece mais segurança;

– O banho é permitido somente com a presença de salva-vidas aos finais de semana e feriados, das 13h às 19h;

– O grupo de turistas do qual o jovem fazia parte recebeu o ticket de orientações e normas que é entrega a todos os demais turistas;

– O grupo recebeu orientações verbais por diversas vezes;

– De acordo com a administração do parque, o afogamento ocorreu cerca de 10 metros depois da área demarcada para banho, ou seja, o jovem assumiu o risco contra a própria vida.

Reforçamos que o município já tomou uma série de medidas, inclusive elaborou leis, para que os turistas possam aproveitar a natureza e todos nossos pontos turísticos com mais segurança. Esses esforços se comprovam, pois a última morte ocorrida em um dos parques foi em 2014, há 7 anos.

Cabe reforçar a todos o quanto é importante respeitar as regras determinadas para o bom convívio nos parques municipais de Maratá, inclusive para que vidas sejam protegidas. Vale o alerta para que as pessoas sigam as orientações verbais e também expostas em folders, tickets, placas e demarcações.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here