Mulher que morreu em acidente em Montenegro será sepultada amanhã

Elenir Fátima Helfenstein, de 46 anos, tinha saído de casa no bairro Aeroclube e se dirigia ao trabalho, quando sofreu acidente na RSC 287 hoje no início da manhã de hoje - Reprodução/FN

O velório de Elenir Fátima Helfenstein, de 46 anos, deve iniciar ainda no final da noite de hoje, sexta-feira, ou no início da madrugada de sábado, na Funerária Forneck Mattana, do bairro Cinco de Maio. O sepultamento está previsto para a manhã de sábado, dia 20, no Cemitério de Montenegro.

O corpo só foi liberado na noite de hoje, após necropsia no Instituto Médico Legal (IML), em Porto Alegre. Pela manhã também houve a demora até a chegada da perícia no local do acidente, o quê atrasou a remoção para a capital.

Automóvel saiu da pista, colidiu com árvore e caiu no barranco, ficando destruído
– Reprodução/FN

O grave acidente ocorreu no início da manhã de hoje, sexta-feira, na altura do quilômetro 4 da RSC 287, próximo da entrada da Vila Esperança (bairro Senai), em Montenegro. Os bombeiros e Samu foram chamados por volta de 7 horas e se deslocaram até o local, que fica no trecho entre os bairros Senai e Cinco de Maio, bem na frente da oficina mecânica Cargosul. Foi constatado que um automóvel Volkswagen Voyage, de cor preta, saiu da pista, bateu numa árvore e caiu no barranco em meio ao mato. Dentro do carro estava a motorista e foi verificado que ela já se encontrava sem vida.

Conforme a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), com base em informações de populares, foi ouvido um barulho por volta de 6 horas, com o carro tendo saído da pista e se chocado com uma árvore, quando trafegava no sentido Triunfo/Montenegro. A PRE isolou o local, junto ao acostamento, aguardando a chegada da perícia, que foi acionada pela Polícia Civil, que será a responsável por apurar as causas do acidente.

Pouco antes das 9 horas, colegas da motorista na empresa CBC (Companhia Brasileira de Cartuchos) chegaram ao local do acidente para fazer a identificação da vítima. Elas informaram que a motorista estava se deslocando para trabalhar na empresa, onde entraria às 6 horas para o setor de produção e estranharam o seu atraso. Ela morava no bairro Aeroclube e tinha 44 anos. Deixa marido, filho de 12 anos, demais familiares, colegas e amigos.

0 Comentários

Deixe um Comentário

um × 1 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página