Júri de feminicídio no Caí foi adiado devido a enchente

Julgamento estava inicialmente marcado para o ano passado, mas foi adiado devido a enchente na região do Fórum - Crédito: Arquivo

O júri popular que estava previsto para o Fórum de São Sebastião do Caí na última terça-feira, dia 5 de dezembro, foi cancelado. O julgamento foi transferido para fevereiro do próximo ano. O motivo do adiamento foi em razão da grande enchente que aconteceu no Caí. O Fórum ficou duas semanas fechado  e em vista disso não pode ser realizado o sorteio dos jurados que precede a realização do júri, o qual precisa acontecer entre 10 a 15 dias úteis antes da sessão plenária.

Trata-se de um caso de feminicídio ocorrido no Caí há quase 17 anos atrás, quando uma mulher foi morta no bairro São Martim.

Conforme o Ministério Público (MP), o réu Luís de Vargas, atualmente com 44 anos, é acusado da morte de Cláudia Fernandes de Lima, mediante tiros de revólver. O homicídio aconteceu em 17 de dezembro de 2006, por volta de 18h, na RS-122, altura do quilômetro 4.

De acordo com o inquérito policial, o acusado era namorado da vítima há cerca de oito meses. Na denúncia, o MP considera que o réu agiu por motivo fútil, visto que matou a vítima por ciúme, por não aceitar o fim do relacionamento, atingindo-a pelas costas. Já tinha ocorrido um júri do caso em 7 de novembro de 2017, mas o Tribunal de Justiça do Estado acabou anulando o julgamento porque o acusado não estava presente em razão de se encontrar internado.

Para este ano não está previsto mais nenhum júri popular no Caí.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dezessete + 19 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página