Homem preso em São Vendelino após matar ex-mulher já tinha acusações por ameaças e consumo de drogas

Deise Silva (foto) tinha medidas protetivas que não impediram que fosse assassinada na frente do filho de 2 anos abandonado depois na Piedade - Reprodução/FN

O homem de 41 anos preso na madrugada da última segunda-feira em São Vendelino, após matar sua ex-esposa em Araricá e abandonar um filho de 2 anos num posto de combustíveis da Piedade, já era acusado de ameaças e violência verbal contra a vítima.

Conforme a Polícia, ela inclusive já tinha feito um registro policial contra ele em 18 de novembro, quando relatou que o ex-marido tinha ciúme excessivo e a acusava de traição, além de dizer que ele usaria cocaína frequentemente, tornando-o violento e agressivo. Temendo pela sua segurança, dos filhos e familiares, já que ele também teria uma arma de fogo, a vítima pediu medidas protetivas de urgência para a Polícia. Eram três medidas protetivas que estavam em vigor, o que lhe proibia de aproximação da ex-esposa, dos quatro filhos que tinha com ela e de demais familiares. Mesmo assim ele conseguiu se aproximar da ex-mulher no último fim de semana, quando aconteceu o crime.

Deise Silva, de 28 anos, teria sido morta com tiro na cabeça, na tarde do último domingo. Foi deixada numa rua, enquanto o acusado fugiu em direção a Serra, levando junto o filho, que teria presenciado o assassinato da mãe dentro da caminhonete. A vítima foi socorrida por populares e levada para um posto de saúde de Araricá, no Vale do Sinos, mas não resistiu e veio a falecer.

Acusado deixou criança de 2 anos num posto de combustíveis (foto) e fugiu da Polícia, mas acabou capotando e indo para o mato onde foi preso
– Reprodução/FN

Quando fugia pela RS 122, na Piedade o acusado parou num posto de combustíveis junto a divisa entre São Vendelino e Bom Princípio, quando pediu para um cliente, que estava no estabelecimento, pegar a criança, que se encontrava suja de sangue da mãe e só de fralda. O cliente, morador de Farroupilha, que estava abastecendo seu veículo após treinar de bicicleta na Feliz, lembra que o motorista da picape GM S10 estava armado e falou que tinha matado a mulher e era para pegar o menino, fugindo em seguida em alta velocidade.

A criança, que pedia pela mãe, foi entregue ao Conselho Tutelar de Bom Princípio e depois para os avós maternos. Já o acusado fugiu em direção a Serra, mas retornou ao se deparar com a Polícia Rodoviária Federal e Brigada Militar. em Carlos Barbosa No retorno acabou capotando a caminhonete na margem da RS 122 em São Vendelino. Fugiu para o mato e foi preso após um cerco de mais de 4 horas.

Encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Montenegro, ele foi indiciado por feminicídio e abandono de incapaz. Conforme a Polícia, se manteve em silêncio durante o depoimento e depois foi recolhido ao presídio.

Conforme foi apurado, a vítima, que trabalhava num salão de beleza, era casada com o acusado faz seis anos, e deixou cinco filhos, entre eles um bebê de dez meses. O casal estava em processo de seperação. O filho mais velho, de um relacionamento anterior, estaria morando com o pai. Em seu facebook ele consta como médium espiritual residente em Novo Hamburgo. Deisi Silve de Oliveira foi sepultada ontem pela manhã, em Araricá.

0 Comentários

Deixe um Comentário

1 × 2 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página