Centro de Cultura do Caí terá julgamento de oito réus acusados de homicídio com corpo queimado

Júri popular será em 25 de maio, de crime bárbaro ocorrido em 2017 Crédito: Arquivo

Um dos homicídios ocorridos em 2017, ano em que São Sebastião do Caí teve seu maior número de assassinatos, terá julgamento no próximo dia 25 de maio, uma quinta-feira. O júri popular será comandado pela juíza Priscila Anadon Carvalho, envolvendo um crime bárbaro.

Seis anos atrás, em 19 de maio, foi encontrado um corpo carbonizado na Estrada do Pinheirinho, do bairro São Martim. A vítima foi identificada como Douglas Finger Ramos, o “Guinho”, de 28 anos. Na ocasião foi o sétimo homicídio ocorrido em menos de cinco meses de 2017 no Caí. Segundo a Polícia, a maioria dos crimes estavam relacionados com acertos de contas por dívidas com o tráfico de drogas. A investigação da Polícia levou a oito acusados pelo assassinato, sendo que sete estão presos e um ainda responde em liberdade.

Como será o maior júri em número de réus já ocorrido no Caí, o julgamento não vai acontecer no Fórum e sim no Centro de Cultura. Dos oito réus, seis serão defendidos pela Defensoria Pública e dois por advogados particulares. Na acusação vai atuar a promotora Lara Guimarães Trein.

Copo de cachaça

O último júri popular ocorrido no Caí foi em 27 de abril, no Fórum. Na ocasião foi julgado um caso de tentativa de homicídio, em que o réu foi condenado a 9 anos de prisão.

O crime ocorreu também em 2017, só que em 3 de fevereiro, no Loteamento São José. Conforme a denúncia, o réu tentou matar a vítima, tendo sido disparados cinco tiros, sendo que um o atingiu no abdômen. Mesmo ferido, ele conseguiu fugir e não foi mais alvejado. Foi depois socorrido. A vítima veio a morrer posteriormente, sendo que o falecimento não tem relação com o crime que foi julgado.

Para o Ministério Público, a tentativa de homicídio foi praticada por motivo fútil, porque a vítima não teria alcançado cachaça para o acusado.

0 Comentários

Deixe um Comentário

4 × dois =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página