Preso por matar motoristas de aplicativo no Caí e Bom Princípio é condenado a 50 anos de prisão

Autor dos assassinatos, de 21 anos, confessou os crimes ocorridos em 9 de abril do ano passado - Crédito: Polícia Civil

O acusado de matar dois motoristas de aplicativo, um ano atrás, em São Sebastião do Caí e Bom Princípio, foi condenado a 50 anos de prisão. A sentença foi proferida pela Juíza de Direito Priscila Anadon Carvalho, da 1ªVara Judicial da Comarca do Caí.

Segundo a juíza, o crime foi cometido mediante dissimulação, uma vez que o acusado, a fim de atrair a vítima, fingiu interesse na contração de serviços de motorista. E dificultou a defesa, já que o laudo pericial demonstra que os disparos se deram às costas da vítima. Além dos 50 anos de prisão, o acusado, de 21 anos, que não teve o nome divulgado, deverá pagar indenização por danos morais de 10 mil para a família de cada vítima. O réu poderá recorrer, mas permanecerá preso.

As duas mortes ocorreram entre a madrugada e início da manhã de 9 de abril, em Bom Princípio (foto) e no Caí
– Crédito: BM

Os latrocínios (matar para roubar) aconteceram em 9 de abril do ano passado, numa diferença de cerca de 5 horas e poucos quilômetros de distância. Em Bom Princípio, na Avenida Emancipação, próximo do cruzamento com a RS 122, no início da madrugada foi morto a tiros Marcos Miguel Menizzi, de 38 anos, morador de Nova Santa Rita. A vítima estava no interior de seu automóvel Ford Ka, com marcas de disparos na nuca e costas. Deixou esposa e um casal de filhos, de 13 e 5 anos. Já em São Sebastião do Caí, na altura do quilômetro 14 da ERS 122, no bairro Angico, no começo da manhã do mesmo dia foi assassinado Jefferson Murilo Soares, de 33 anos, também com vários disparos. Residente em Sapiranga, deixou esposa e filho de 8 anos.

No Caí o assassinato ocorreu na margem da RS 122, no Angico
– Crédito: BM

O acusado foi preso onze dias depois, em Novo Hamburgo, numa casa em que foram apreendidas porções de cocaína, MD e maconha. A operação que resultou na prisão foi comandada pelo titular da Delegacia de Bom Princípio, delegado Marcos Eduardo Pepe.

Quando da prisão, o acusado, em depoimento, disse que queria roubar um carro para conseguir dinheiro para pagar uma dívida, mas como o primeiro motorista teria reagido ao assalto em Bom Princípio, fugiu sem levar o veículo. E aí chamou outro aplicativo, quando matou o segundo motorista e fugiu com o automóvel Onix. Dinheiro e celulares dos dois motoristas também foram roubados.

0 Comentários

Deixe um Comentário

5 × 4 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página