Crianças e adolescentes entre 5 e 12 anos vão receber a vacina, começando por quem tem comorbidades ou deficiência - Reprodução/FN

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) iniciou hoje a distribuição de 59,1 mil doses de vacinas da Pfizer contra o coronavírus para uso pediátrico, referentes ao primeiro lote entregue pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira (14). Como em grande parte do Rio Grande do Sul, o trabalho de imunização dos menores em Montenegro começa nesta quarta-feira, dia 19, por grupos pré-definidos. Inicialmente, serão contemplados meninos e meninas entre 5 e 11 anos, 11 meses e 29 dias com comorbidades – como diabetes, hipertensão, imunodeficiência e asma – ou deficiência permanente.

A enfermeira Nicole Ternes, chefe do Setor de Imunizações da Secretaria Municipal da Saúde, explica que a vacina da Pfizer é, por enquanto, a única liberada para aplicação em crianças. “Receberemos, como de costume, em várias remessas, sendo um quantitativo pequeno a cada vez. A orientação do Estado é que se faça o agendamento dessas crianças para evitar perdas. A listagem de xepa será feita com crianças pertencentes ao grupo prioritário”, explica.

O agendamento da aplicação já está ocorrendo, na Vigilância em Saúde, através do telefone 3632.0138, das 8h às 12h e das 13h às 16h. “Como no momento do agendamento não teremos acesso às comprovações das comorbidades, caso alguma criança não se encaixe, teremos uma lista de espera para chamar. Nesta hora, as pessoas serão orientadas sobre a necessidade de apresentar a documentação e também sobre a impossibilidade da vacinação na falta da comprovação da comorbidade”, acrescenta Nicole.

Para as comorbidades que podem ser comprovadas visualmente (como Síndrome de Down, por exemplo) não será exigido documento. Para as demais, valem laudo de exame, atestado médico e receituário com medicações.

Como os imunizantes devem ser aplicados em espaços exclusivos para este fim, as salas de vacinas da ESF1 e ESF3 (postos da Germano Henke e da José Luiz) serão reservadas para a imunização de crianças contra a Covid-19. Elas receberão duas doses, com intervalo de oito semanas (56 dias). “A aplicação também deve obedecer a um intervalo de 15 dias em relação às vacinas de rotina (tanto antes quanto depois), que serão feitas na Secretaria da Saúde e na UBS Centro”, ressalta Nicole.

COMORBIDADES

No primeiro momento, serão atendidas somente crianças com idade entre 5 anos e 11 anos, 11 meses e 29 dias, com as seguintes comorbidades:

– Asma

– Doença neurológica

– Obesidade

– Imunodeficiência

– Doença cardiovascular

– Pneumopatia

– Neoplasia

– Doença hematológica

– Diabetes Mellitus

– Síndrome de Down

– Doença renal crônica

– Doença hepática

– Deficiência permanente

Observação: a vacina contra Covid-19 só será aplicada mediante agendamento prévio pelo 3632.0138

SAIBA MAIS

– Os registros da vacina contra a Covid das crianças devem ser feitos na caderneta de vacinas (apresentação obrigatória), junto com os registros de rotina;

– a vacina pediátrica será feita com o frasco com tampa LARANJA. A vacina dos adultos é feita com o frasco de tampa ROXA;

– a vacina pode apresentar reações leves, como febre baixa, dor e rubor local. As crianças devem permanecer na unidade por 20 minutos após receber a dose, para avaliação;

– as doses serão aspiradas na presença do paciente.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here