Seis policiais civis foram homenageados pelo prefeito e vice-prefeito - Crédito: ACOM/Prefeitura
A Prefeitura de Montenegro prestou homenagem para seis policiais civis que atuaram na solução de uma tentativa de extorsão mediante sequestro no último dia 5 de outubro, terça-feira da semana passada. Em menos de três horas os policiais conseguiram solucionar o grave crime, prendendo a acusada, de 53 anos, e resgatando a vítima de 85 anos, que tinha sido atacada em sua casa no centro da cidade e levada como refém, em seu carro, para São Leopoldo. Já sua irmã, de 89 anos, recebeu as ligações da sequestradora, pedindo por um resgate de R$ 1 milhão.
Entrega da homenagem ocorreu hoje na Estação da Cultura
– Crédito: ACOM/Prefeitura
A eficiência do grupo levou o prefeito Gustavo Zanatta e o vice, Cristiano Braatz, a homenagear os agentes pela qualidade do seu trabalho. Na entrega dos certificados, o prefeito ressaltou que o sucesso da operação envia dois recados. “O primeiro, para os criminosos: Aqui tem Polícia! Não venham, mantenham distância! O segundo, para a sociedade: Aqui tem Polícia e, se o cidadão precisar dela, terá uma resposta.”
Zanatta ressaltou que o elogio tem o poder transformador de multiplicar os êxitos, qualificando a prestação dos serviços pela motivação daqueles que estão aí para servir. “Saber que o time da segurança pública tem profissionais do seu quilate nos enche de orgulho e reforça nossa esperança de novos dias com menos violência”, concluiu.
Os homenageados são o delegado Paulo Ricardo Costa; o chefe de Investigações Alisson Soares Castilhos; a inspetora Alana do Nascimento Lampert; e os escrivães Rodolfo Frederico Kniest, Eduardo de Souza Queiroz e Kássio Porto Marques. Em nome do grupo, falou o delegado Paulo Ricardo. “Este ato dignifica nosso trabalho e dignifica este governo. Sabemos que temos as portas abertas na Prefeitura e o mesmo acontece na delegacia”, frisou.
O presidente da Subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil, João Pedro Ferreira da Silva Filho, destacou que a entidade é grata aos policiais por uma razão especial. “Além das duas vítimas, uma terceira pessoa, que participa da OAB, também viveu esta tensão, sendo sobrinha destas senhoras. Por isso, especialmente, muito obrigado por este trabalho de dedicação e excelência”, disse João Pedro, reforçando o orgulho de ser filho de policial.
Representando a Delegacia Regional, compareceu à solenidade a delegada de Triunfo, Sandra Mara Guaglianoni Neto.
Os homenageados
– Paulo Ricardo Costa – natural de Porto Alegre, está na Polícia Civil desde 2010, já foi delegado titular da 1ª DP e hoje responde por Salvador do Sul e Barão.
– Alisson Soares Castilhos – nascido em Porto Alegre, está na Polícia Civil desde 2001, tendo ingressado como Escrivão. Está lotado há 18 anos na 1ª DP de Montenegro e atualmente é chefe de Investigações.
– Alana do Nascimento Lampert – natural de São Pedro do Sul, ela é inspetora da turma de 2012, tendo sempre autuado em Montenegro.
– Rodolfo Frederico Kniest – nascido em São Sebastião do Caí e escrivão da turma de 2014, ele sempre atuou em Montenegro, onde está lotado na Delegacia Regional.
– Eduardo de Souza Queiroz – natural de Alegrete e inspetor de Polícia da turma de 2012, ele sempre trabalhou em Montenegro.
– Kássio Porto Marques – nascido em Montenegro, escrivão da turma de 2014, ele trabalhou em Campo Bom e há um ano está lotado na 1ª DP.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here