Ambulatório de Reabilitação Pós-Covid-19 vai funcionar na Secretaria da Saúde com vários profissionais para atender os pacientes - Crédito: Guilherme Baptista/FN

Redução da capacidade respiratória, demora na recuperação do paladar e do olfato, insuficiência renal e dificuldades de locomoção são sequelas relativamente comuns entre aqueles que tiveram a Covid-19. Para uma grande parcela das vítimas do novo coronavírus, a alta hospitalar está longe de representar a cura definitiva. Com o objetivo de enfrentar estas consequências da doença e devolver aos pacientes a saúde plena, a Administração Municipal de Montenegro está criando o Ambulatório de Reabilitação Pós-Covid-19, que vai funcionar na Secretaria Municipal da Saúde (Assistência), junto ao pronto-atendimento, no bairro Timbaúva.

O lançamento foi realizado na manhã desta quinta-feira, em encontro com a imprensa no Espaço Braskem, junto à Estação da Cultura. A divulgação coube à secretária municipal da Saúde, Cristina Reinheimer, responsável pelo novo programa, que terá custo mensal de até R$ 50 mil, mas será totalmente gratuito para a população. O prefeito Gustavo Zanatta, que é fisioterapeuta, ressaltou a importância da recuperação dos pacientes, evitando que sofram o agravamento das seqüelas e com isso ocasionem outras doenças. Por isso a importância de uma equipe multidisciplinar, que vai tratar problemas como neurológicos, respiratórios, trombose, locomoção e outros, além das questões psicológicas e mentais que podem ser ocasionadas pelo contágio do coronavírus.  O vice-prefeito Cristiano Braatz, também presente ao encontro, lembrou que foi vítima da Covid-19 e teve sintomas que demoraram para passar, ressaltando por isso a importância do auxílio dos profissionais da saúde.

A secretária Cristina explica que, no mundo todo, profissionais de saúde observam uma série de complicações decorrentes da Covid-19. “Vão de manifestações dermatológicas a distúrbios cardíacos e podem surgir meses após resolvido o quadro agudo da infecção”, sublinha. A criação do Ambulatório visa impedir que a carga da pandemia se torne ainda maior para o sistema de saúde local. “O serviço garantirá o atendimento após a alta hospitalar, com o tratamento das sequelas”, ressalta.

O projeto prevê a oferta de consultas em várias especialidades, exames e tratamentos de reabilitação. A equipe será formada por médico clínico, neurologista, pneumologista, psiquiatra, psicólogo, fonoaudiólogo, nutricionista, urologista, cardiologista e fisioterapeuta. Além de exames laboratoriais, serão oferecidos também Raio X, eletrocardiograma, eco doppler, ecografia, tomografia e espirometria. Estatisticamente, metade das pessoas que contraíram a doença precisam de alguma atenção após deixarem o hospital. Cristina explica que os atendimentos serão agendados sempre para a tarde, após as 17h, aproveitando um período em que o fluxo na Secretaria é menor.

O prefeito Gustavo Zanatta elogiou o trabalho da equipe nas várias frentes de combate à pandemia. “Além do grande esforço que está sendo feito na vacinação, repassamos R$ 1 milhão ao Hospital Montenegro para ampliar o atendimento e nossas equipes estão nas ruas diariamente orientando para a prevenção. A criação do novo ambulatório fecha esse círculo, que começa na prevenção, passa pelo atendimento e, agora, chega ao pós-Covid”, ressaltou, aproveitando para pedir para que a população faça a sua parte, reforçando as medidas de prevenção, como o uso de máscara e o distanciamento. Zanatta lamentou que ainda estão ocorrendo aglomerações, como no feriado de ontem, quando muitas pessoas estavam reunidas em praças e na beira do rio, o que aumenta o risco de contaminação. O prefeito frisou que a fiscalização vai continuar atuando, mas é preciso que as pessoas estejam conscientes da necessidade de cumprir os protocolos para evitar o agravamento da pandemia.

Como vai funcionar

– Pessoas que tiveram a Covid-19, passada a fase aguda, com ou sem internação, devem procurar a Secretaria Municipal da Saúde se continuarem apresentando algum sintoma ou disfunção decorrente da doença.

– Se for o caso, o clínico fará o encaminhamento ao Ambulatório de Reabilitação Pós-Covid, onde haverá médicos especialistas e exames de diagnóstico à disposição dos pacientes. A partir de então, eles passam a ser acompanhados na unidade, até que estejam com a saúde plenamente restabelecida.

– As especialidades médicas disponíveis são Neurologia, Pneumologia, Psiquiatria, Psicologia, Fonoaudiologia, Cardiologia, Nutrição, Urologia e Fisioterapia.

– Para diagnóstico, serão disponibilizados exames laboratoriais, de Raio X, Espirometria e Tomografia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here