Lançamento do programa de controle populacional e atendimento de animais ocorreu hoje pela manhã na Estação da Cultura - Crédito: ACOM/Prefeitura

A Prefeitura de Montenegro, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMMA), anunciou, nesta segunda-feira, dia 11, uma novidade importante para toda a causa animal. Além de aumentar o número de castrações em cães e gatos, o poder público também passará a disponibilizar procedimentos cirúrgicos de esterilização e contracepção de felinos e caninos. A informação foi divulgada em coletiva de imprensa realizada na Estação da Cultura com a presença de autoridades e voluntários.

A prestação dos serviços será realizada por duas empresas, uma situada no bairro Cinco de Maio e outra no Centro. Pelos contratos, elas deverão prestar, além das esterilizações, atendimentos pós-operatórios, contemplando a respectiva medicação, bem como a implantação de microchip universal, diárias e horas de atendimento. O número de castrações será de, no máximo, 1.100 animais, independente de peso ou espécie (caninos e felinos), 900 diárias e 240 horas atendimento ao ano. A agente fiscal da SMMA, Marinéia Fernanda Mendel, destacou que as castrações domiciliares serão concedidas aos tutores de animais sem raça definida, sendo provenientes de lares temporários e ou adotados por pessoas físicas.

O transporte de animais errantes ou domiciliados ficará a cargo do responsável ou interessado pelo animal. Para liberação dos pagamentos, por parte da Prefeitura, as empresas deverão apresentar relatório mensal de cada serviço prestado. Tudo isso faz parte do projeto de Controle Populacional e Atendimento de Animais, desenvolvido pela SMMA. Segundo Marineia, evitar a procriação desordenada e conscientizar a população sobre a guarda responsável são alguns dos objetivos da iniciativa.

No total, neste ano, serão investidos mais de R$ 260 mil nessa demanda. Esses valores são oriundos das emendas impositivas da Câmara Municipal de Montenegro, do Projeto Melhores Amigos, do Governo do Estado, que foram integrados ao orçamento do Município, e de recursos próprios da Prefeitura. Os vereadores que destinaram recursos são Ana Paula Machado (PTB) e Gustavo Oliveira (Progressistas). Para o ano que vem, está previsto investimento de R$ 250 mil, de recursos próprios, também para causa animal.

O prefeito Gustavo Zanatta destacou a importância desta medida não só para os bichinhos, mas para as entidades do segmento, que sempre estão se esforçando para dar um atendimento digno a cães e gatos. “Aumentar as castrações, por exemplo, é uma medida que buscará a diminuição dos animais errantes, que se tornam um problema de saúde pública”, enfatiza o prefeito. Zanatta lembrou que as ONGs dependem de doações e eventos para poder arcar com os  custos de castrações e tratamentos, muitas vezes ficando com dívidas em clínicas veterinárias. Citou também a busca por parcerias para recolhimento e tratamento de animais de grande porte, como cavalos, que muitas vezes estão nas ruas, podendo ocasionar acidentes. No total, segundo Zanatta, o investimento na causa animal chegará a cerca de 500 mil reais neste ano e em 2023.

Como participar

Os interessados devem realizar o cadastro junto à Secretaria de Meio Ambiente, na rua Apolinário de Moraes, 1705. É necessário apresentar documento do tutor responsável e foto digital do animal. O animal deve ser sem raça definida, e ter origem de adoção ou errante. Após o cadastro, a clínica entrará em contato para agendar o procedimento.

Procedimentos

Consulta veterinária (compreende sedação e plantão), observação, atropelamentos e quedas simples, atropelamentos e quedas com hemorragia, atropelamentos e quedas com cirurgia ortopédica (amputação), cão em estado final (eutanásia), parto normal, parto cesariana, ferimentos e cortes profundos (sutura), picada de animais venenosos (soro antiofídico), queimaduras, internação (convulsões, intoxicações), mastectomia, eviscerações/eventrações (laparotomia), retirada de espinhos de ouriço, exames de doença viral canina (parvovirose, cinomose), exames de doença viral felina (Fiv, Felv), diária durante internação com fluidoterapia e medicações, ultrassonografia, radiografia, radiografia com sedação, hemograma, bioquímicos, ovariosalpingohisterectomias caninos e felinos fêmeas, Orquiectomias caninos e felinos machos, retirada de piometra de caninos e felinos fêmeas, hospedagem de cão e gato, internação veterinária (diária) – manutenção do paciente em alojamento, acompanhamento veterinário, alimentação, medicações necessárias e materiais de consumo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here