Centenário deve voltar a ter pedalinhos

Pedalinhos já foram atração em festas no Parque Centenário - Arquivo/FN

A busca por melhorias para o Parque Centenário prossegue. Em Brasília, o prefeito Gustavo Zanatta visitou o gabinete do deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL) e entregou um projeto buscando a construção de dois decks junto ao lago principal. A iniciativa tem o apoio da vereadora Camila de Oliveira (Republicanos), que intermediou o contato com o parlamentar.

Zanatta entregou projeto ao deputado Sanderson em Brasília
– Crédito: Prefeitura

Zanatta explicou ao deputado Sanderson que o Parque Centenário é um espaço dedicado ao lazer e à pratica de esportes, contando com 11 hectares de área natural. Possui uma excelente infraestrutura, composta de playground, lagos, quadras de esportes, pista de skate, pista de atletismo, ginásios, área para restaurante e estacionamento. A construção dos decks vai tornar o ambiente ainda mais interessante para a população montenegrina.

O projeto prevê a instalação de um deck para lazer, de 90 m², e outro, menor, para operação de pedalinhos, com 44,4 m², além da colocação de bancos, iluminação e lixeiras novas. O investimento total gira em torno de R$ 280 mil e o deputado Sanderson se comprometeu com a iniciativa, o que deve garantir a sua realização já no ano que vem.

Quadra esportiva

Na manhã de quarta-feira, o prefeito Gustavo Zannatta esteve reunido com o deputado federal Daniel Trzeciak Duarte (PSDB), o Daniel da TV. Em pauta, a revitalização da quadra poliesportiva do Parque Centenário que, entre outras melhorias, receberá alambrado.
Zanatta explica que a Administração Municipal vem fazendo um grande esforço no sentido de qualificar os espaços esportivos e de lazer da população. “Quanto mais opções a comunidade tiver, melhor. A diversão e a atividade física são essenciais para uma vida equilibrada e saudável”, enfatiza.
O prefeito também deixou com o deputado Daniel da TV dois projetos de pavimentação de ruas. Os recursos devem ser buscados na forma de emendas ao orçamento da União.

Creche do bairro Centenário

Outro resultado importante da viagem do prefeito Gustavo Zanatta a Brasília, esta semana, é a garantia de que as obras da Escola Municipal de Educação Infantil Centenário não sofrerão nova paralisação. Problemas orçamentários do governo federal estão atrasando o pagamento das etapas já concluídas da edificação, o que fatalmente levaria a uma interrupção nos trabalhos. Contudo, a Prefeitura se dispôs e fazer os depósitos com a garantia de que, depois, será ressarcida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.
Para fazer o acordo, Zanatta teve uma audiência com o presidente do FNDE, Marcelo Lopes da Ponte. Também participaram da reunião o gerente de Contratos e Convênios da Prefeitura, Sílvio Kaél, e o diretor de Captação de Recursos, Rafael da Cruz. “Nosso objetivo foi propor uma solução para concluir uma das obras mais esperadas pela comunidade. Seguimos buscando o melhor para Montenegro”, destaca o prefeito.
O saldo devido pelo FNDE é de R$ 285.373,07, mas o valor total da obra está orçado em R$ 1.273.024,62. O chefe do Executivo também está buscando, na capital federal, os recursos necessários para a compra de mobiliário e utensílios necessários à operação da Escola.
A construção da EMEI Centenário iniciou em setembro de 2016, com um investimento previsto em R$ 1.403.607,20. O prazo para conclusão era de 180 dias, no entanto, a partir do final de 2016, os problemas começaram e o ritmo da obra foi diminuindo. Em agosto de 2019, três anos após, a empresa que havia vencido a licitação rescindiu o contrato e a construção parou por completo.
Já em agosto de 2020, uma nova licitação foi aberta e outra empreiteira foi escolhida, com o valor total licitado indo a R$ 1.273.024,62. Só que a empresa anterior ingressou com ação judicial solicitando perícia dos serviços já executados, o que atrasou ainda mais o reinício das obras. Após obstáculos jurídicos, em julho deste ano, o canteiro de obras finalmente ganhou movimento. De acordo com a Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SMEC), cerca de 230 vagas serão disponibilizadas ao término da construção.

0 Comentários

Deixe um Comentário

18 + doze =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página