Cemitério atual está lotado e poderá se aproveitar uma área do município também no bairro Cinco de Maio - Crédito: Prefeitura
Preocupada com as deficiências na operação da área pública do Cemitério Municipal, a Prefeitura de Montenegro decidiu terceirizar os serviços. Em breve, devem ser contratadas duas empresas para atuarem no local. Uma delas ficará responsável pelos sepultamentos, exumações e destinação final de resíduos, como caixões e outros itens que vão para o túmulo junto com os corpos. A outra deverá realizar a limpeza e conservação do espaço.
Conforme a Prefeitura, a medida leva em conta a histórica precariedade da estrutura. Hoje, o Cemitério tem apenas um funcionário, responsável pelas demandas burocráticas, e conta com o auxílio de um apenado do regime semiaberto, que abre os túmulos e auxilia as famílias nos sepultamentos. A falta de controle, inclusive sobre a segurança no local, é uma permanente preocupação. Por isso, a terceirização passou a ser vista como a melhor alternativa.
O processo de contratação já iniciou, com a busca de orçamentos. Para a manutenção, devem ser destinados até R$ 11 mil mensais, sendo que a empresa fornecerá materiais, ferramentas e funcionários. Quanto aos sepultamentos, o limite é R$ 800,00 por trabalho. A média mensal é de 40 serviços por mês. Os dois contratos terão duração de um ano.
Quando morre uma pessoa e a família pede uma vaga na área pública do Cemitério Municipal, os responsáveis assinam um termo comprometendo-se a fazer a remoção em até três anos. Contudo, a maioria não retira. Como atualmente o Cemitério não possui áreas livres para abertura de novas sepulturas, em caso de necessidade, os corpos que estão lá há mais de três anos são transferidos para um ossário e a “carneira” é novamente utilizada.
De acordo com o secretário municipal de Viação e Serviços Urbanos, Neri de Mello Pena, o “Cabelo”, o volume de sepultamentos na área pública do Cemitério requer um serviço qualificado para atender a comunidade. “A Prefeitura não tem servidores e nem a estrutura necessária para dar um atendimento à altura do que as pessoas merecem”, explica.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here