Produtores integrados de aves recebem informações preventivas sobre a Gripe Aviária

Atualmente, o Brasil e o Rio Grande do Sul estão livres da doença, mas precisam estar preparados - Crédito: Prefeitura de Maratá
Maratá foi o primeiro município da região a realizar uma palestra informativa de alerta sobre os riscos da gripe aviária, presente em vários países da América do Sul. Atualmente, o Brasil e o Rio Grande do Sul estão livres da doença, mas precisam estar preparados para a migração das aves de países como Chile, Argentina e Uruguai que possuem focos de gripe aviária.
O encontro informativo, realizado na Casa do Turista ainda no mês de março, organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente em parceria com a DAF Inspeção, Agro Soluções e Emater-RS Ascar, contou com a presença do médico veterinário Vinícius Machado Passos. O profissional foi responsável pelas informações técnicas.
Conforme o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente de Maratá, Elson Wadenphul, a Gripe Aviária causa grande preocupação pois afeta a cadeia produtiva do setor primário. “No momento em que a gripe aviária é identificada em alguma ave, todas as aves devem ser abatidas no perímetro de 6km de onde ocorreu a confirmação. Além disso, o transporte de outros produtos da produção primária como leite, suínos, ovos, lenha e outros sofrerão interrupção”, explica Elson.
Durante o encontro foram prestadas informações sobre o que é Gripe Aviária, seus riscos e principais formas de prevenção. É importante que todos os produtores integrados no setor de aves sigam as recomendações de prevenção.

0 Comentários

Deixe um Comentário

6 − 2 =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página