Crédito: Governo do Estado

O primeiro mapa preliminar do Distanciamento Controlado de 2021, divulgado nesta sexta-feira, 1º de janeiro, retrata novamente o momento crítico da pandemia decorrente do avanço do coronavírus no Estado. Novamente o Rio Grande apresenta uma região em bandeira preta, a de Bagé, além de 13 em bandeira vermelha e sete em laranja.

No Vale do Caí, apenas dois municípios, Portão e São José do Hortêncio, que integram a região covid de Novo Hamburgo, estão em bandeira laranja, de risco médio. Dez município, que não tiveram hospitalizações e mortes por coronavírus nos últimos 14 dias, podem adotar protocolos de bandeira laranja: Alto Feliz, Barão, Feliz, Harmonia, Linha Nova, Maratá, Pareci Novo, São José do Sul, São Vendelino e Vale Real. Outros oito municípios, entre os quais Montenegro, São Sebastião do Caí, Bom Princípio, Brochier, Capela de Santana, Tupandi, Salvador do Sul e São Pedro da Serra, aparecem em bandeira vermelha, mas podem adotar protocolos de laranja devido a cogestão.

A situação do Estado perante o coronavírus ainda requer muita atenção. Para o total do Rio Grande do Sul, houve redução no número de confirmados em leitos clínicos (-14%) e em UTI (-2%). Mas óbitos apresentaram elevação de 3% (de 456 para 469).

A partir desta semana, o Distanciamento Controlado utiliza uma nova regra que garante bandeiras de risco alto e altíssimo (vermelha e preta) quando a região tem elevada quantidade de novas hospitalizações de pacientes confirmados com Covid-19 (conforme a região de residência do paciente) e, ao mesmo tempo, está inserida em uma macrorregião com baixa capacidade hospitalar. Esse refinamento no modelo é necessário pois, quando a capacidade hospitalar está próxima do limite, os indicadores de “velocidade do avanço” e de “variação da capacidade de atendimento” se tornam prejudicados – uma vez que, mesmo havendo demanda por leitos, eles podem não ser preenchidos devido à lotação das áreas Covid dos hospitais. Esse aprimoramento visa melhor refletir e evitar o esgotamento de leitos.

Uma vez que, nesta semana, o mapa preliminar foi divulgado às 19h, municípios e associações regionais que desejarem enviar pedido de reconsideração ao mapa preliminar podem fazer isso nas próximas 36h, até as 7h de domingo (3/1).

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here