Claudio Adriano Ribeiro, o "Papagaio", já esteve preso em Montenegro, trabalhou em Bom Princípio e deu entrevista no Caí - Civil/Reprodução

Cláudio Adriano Ribeiro, conhecido como Papagaio, desembarcou na manhã da última quarta-feira na Base Aérea de Canoas, vindo da Penitência Estadual de Piraquara, no Paraná. Ele foi trazido num avião do Batalhão de Aviação da Brigada Militar, sendo depois encaminhado para cumprir pena em regime fechado na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc). Um forte esquema de segurança foi montado pela Secretaria de Administração Penitenciária (Sepaen) e Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) junto com a Secretaria da Segurança Pública do Estado.  Papagaio retornou ao Rio Grande do Sul porque teria um saldo de pena de 50 anos pra cumprir, sendo que estava foragido desde 2017. Ele deverá ficar em regime fechado na Pasc até uma nova decisão da Justiça.

Claudio Adriano Ribeiro, o “Papagaio”, é um dos criminosos mais famosos do Estado. O famoso assaltante de bancos e carros-forte ficou conhecido por ser o primeiro preso a fugir da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (PASC) em 1999. Depois voltou a ser preso, inclusive ficando recolhido na Penitenciária Estadual do Pesqueiro e no Presídio semi-aberto da Timbaúva, ambos em Montenegro.

Em 2010, quando passou para o semi-aberto, apenas dormindo na cadeia em Montenegro, Papagaio foi contratado para trabalhar durante o dia na Cerâmica Claudio Vogel, em Bom Princípio. Na época, em entrevista coletiva num restaurante em São Sebastião do Caí, garantiu que estava reabilitado. Só que no mesmo ano voltou a fugir e depois foi preso em Santa Catarina. A Cerâmica Cláudio Vogel, em Bom Princípio, onde ele trabalhou dez anos atrás, está fechada desde 2015, após ser alvo de uma investigação da Receita Federal.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here