Pai e filho são presos na mesma tarde por embriaguez ao volante

Prisões em flagrante foram realizadas na tarde de sábado pela Polícia Rodoviária Estadual (foto) e Brigada Militar - Crédito: Guinchos Montenegro

Uma situação inusitada aconteceu ontem, sábado, dia 8, em Montenegro. Na mesma tarde, pai e filho foram presos por embriaguez ao volante, em ocorrências diferentes, um pela Brigada Militar e outro pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE). Os dois foram encaminhados para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), sendo lavradas as prisões em flagrante e os veículos recolhidos.

A prisão efetuada pela PRE ocorreu às 16h20 na RSC 287, próximo da loja Taqi, na altura quilômetro 3, no bairro Santo Antônio. Policiais rodoviários estaduais, efetuando fiscalização de moto, após receberem denúncia de que um veículo estaria trafegando em zigue-zague, abordaram um automóvel Gol de cor vermelha. Segundo os policiais, foi constatado que o motorista, de 20 anos, apresentava visíveis sinais de embriaguez, mas se recusou a fazer o teste de bafômetro. Ele foi encaminhado ao Hospital Montenegro para exame e depois para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi lavrada a prisão em flagrante, sendo liberado para responder ao processo em liberdade após o pagamento de fiança.

A outra ocorrência foi em torno de 17 horas, durante patrulhamento tático motorizado na Rua Ramiro Barcelos. Segundo uma guarnição da Brigada Militar, o motorista de um automóvel Gol, ao avistar a viatura, iniciou fuga mediante arrancada brusca e derrapagem de pneus, colocando em risco várias pessoas devido ao intenso movimento. Os PMs acompanharam o veículo por aproximadamente um quilômetro, já que o motorista não obedeceu a ordem de parada. Quando ele parou, os policiais citam que começou a agredir a guarnição com socos e chutes, sendo necessário o uso moderado da força para contê-lo, resultando em escoriações leves em seu rosto. Os PMs citam que o motorista apresentava visíveis sinais de embriaguez e se negou a fazer o teste de bafômetro. Foi então encaminhado para o hospital e posteriormente para a DPPA, onde foi lavrada a prisão em flagrante e permaneceu detido até o pagamento de fiança.

0 Comentários

Deixe um Comentário

cinco × quatro =

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página