Divulgação/FN
A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Vigilância em Saúde, confirmou, nesta sexta-feira (16), o primeiro caso de Chikungunya em Montenegro. A paciente é uma mulher de 57 anos, que encontra-se bem e não está mais em fase de transmissão. Ela, que é moradora do bairro Estação, contraiu a doença quando visitou parentes em Pernambuco, o que significa que, a princípio, não há circulação do vírus na cidade.
Segundo a chefe da Vigilância, Beatriz Regina Garcia, a paciente está tratada e recebe o acompanhamento do setor. Neste momento, as agentes de endemias do município estão fazendo ações fortes de conscientização e monitoramento no bairro Estação. “Estamos trabalhando no bloqueio, principalmente ao redor da casa dela, e em todo o bairro”, enfatiza Beatriz.
Para evitar a proliferação, é importante que a comunidade esteja engajada nas medidas sanitárias. Limpar e vedar caixa d’água, eliminar água parada de potes e vasos de flores, assim como descartar o lixo de forma consciente, são algumas das importantes ações para a prevenção contra o mosquito Aedes aegypti. Beatriz ressalta a importância de se fazer isso antes mesmo do Verão, quando a proliferação, por meio do inseto, tende a ser maior.
Nas visitas domiciliares, os agentes se apresentam de jaleco branco e com crachás, identificados como servidores da Prefeitura. Caso o morador tenha dúvidas se a pessoa que está à sua porta é mesmo um agente, antes de permitir a entrada, pode telefonar para o 3632-1113. “É fundamental que as pessoas deixem os profissionais averiguarem os seus pátios para afastar o perigo da doença”, finaliza Beatriz.
Principais sintomas da Chikungunya
Febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Não é possível ter chikungunya mais de uma vez.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here