Crédito: Prefeitura

A previsão de chegada de uma das mais potentes ondas de frio em décadas ao Rio Grande do Sul colocou a Prefeitura em alerta. Desde ontem, segunda-feira, a Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Habitação, Desenvolvimento Social e Cidadania retomaram o Plantão Social à noite. A primeira experiência ocorreu entre 29 de junho e 3 de julho, quando os termômetros registraram mínimas de até 5 graus. Naquele momento, foram atendidas 38 famílias em cinco dias.

Desta vez, a estimativa é de que as temperaturas alcancem zero grau ou até menos. Como também há previsão de vento, será realizado um processo de “envelopamento” com lonas de moradias e casebres que possuem frestas, para manter o frio do lado de fora. Até o final de semana, de acordo com o secretário Luís Fernando Ferreira, a cada noite haverá de dez a 12 pessoas à disposição para atender a demandas urgentes por roupas, cobertores e alimentos. A população poderá acionar o serviço pelo telefone 3632.9133.

A Prefeitura também mantém convênio com o Recreo para o acolhimento de pessoas em situação de rua. O secretário explica que existem pelo menos seis indivíduos nesta condição sendo monitorados, mas, em geral, não aceitam o abrigamento porque nesse local não podem manter vícios como drogas, álcool e cigarro. “Não temos como obrigá-los a ir para o Recreo, mas vamos acompanhar os casos”, garante.
A Administração Municipal faz um pedido para que o Plantão Social seja acionado apenas em casos de real necessidade.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here