Vigilância Sanitária está fazendo a fiscalização - Crédito: Prefeitura

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Montenegro, por meio da sua Vigilância Sanitária, segue realizando forte fiscalização em casas de diversos bairros da cidade, em busca de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue.

Nos últimos dias, um problema tem sido frequente na fiscalização de algumas residências: a não manutenção de piscinas, o que tem colaborado, ainda mais, para a proliferação do inseto.

De acordo com a coordenadora da Vigilância Sanitária, Beatriz Regina Garcia, em muitas visitas que o setor está realizando, o problema maior tem sido a água acumulada, sem tratamento, nas piscinas. Ao todo, mais de 20 piscinas foram identificadas em situação irregular. Em alguns locais, a Vigilância tem multado os moradores que não deixam o espaço em conformidade. “Os proprietários de imóveis com piscinas são obrigados a manter tratamento adequado da água, de forma a não permitir a presença ou proliferação de mosquitos. Isso está na lei e se a pessoa não cumprir, será multada”, afirma Beatriz. A multa para quem descumprir pode valer a partir de R$ 200,00.

Neste momento, Montenegro soma 188 pessoas que testaram positivo para Dengue e seis ainda aguardam resultados de exame. Três pessoas estão internadas com Dengue e seguem sendo monitoradas pela Vigilância em Saúde. É importante lembrar que o município decretou Situação de Emergência devido à doença. Com o decreto em vigor, a Vigilância pode entrar no pátio das casas para observar se há ou não criadouros do mosquito, se necessário, com ajuda policial. “Estamos fazendo isso para a segurança de todos”, destaca Beatriz.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here