Número de agentes deve dobrar para aumentar a fiscalização - Crédito: Prefeitura

Na manhã desta quinta-feira, dia 10, a Vigilância em Saúde comunicou o registro de mais um caso de Dengue no município. A informação chega após a confirmação, na semana passada, de três pessoas que testaram positivo para a doença: duas moradoras do bairro Centro e uma do Rui Barbosa. O novo caso também foi detectado no Centro, em uma casa próxima de onde foi confirmado um dos primeiros.

O paciente é uma criança de 11 anos, que está hospitalizada. Dentre os sintomas, que começaram na terça-feira, estavam dor de cabeça, febre, vômito, náuseas, dor no corpo, pintas na pele e dor atrás dos olhos. Segundo a coordenadora da Vigilância, Beatriz Garcia, é importante que a população colabore para que novos casos não sejam registrados na cidade. “Em uma das residências onde foram encontrados focos do mosquito (Aedes aegypti), a quantidade de lixo que acumulava água parada era de assustar”, conta.
Beatriz afirma que está faltando uma atenção maior de algumas pessoas, que não estão tendo noção da gravidade do quadro. “A Dengue é uma doença com risco de morte. As pessoas precisam ter um cuidado maior para evitar, ainda mais, a proliferação do Aedes”, ressalta.

No ano passado inteiro, a Vigilância encontrou, por meio de seus agentes de endemias, 200 focos do mosquito nos mais diversos bairros da cidade. Neste ano, o número já chegou a 90. “Se continuar assim, 2022 tende a ser muito pior que o ano passado”, enfatiza Beatriz. É importante ressaltar que Montenegro se encontra na categoria “Surto” da doença.

Apesar de depender muito da responsabilidade de cada um, nas suas casas, a Vigilância em Saúde tem atuado para tentar coibir o surgimento de mais criadouros do mosquito. Além de fazer as ações de “bloqueio”, nas proximidades das residências dos positivados, o setor está concluindo o seu processo seletivo simplificado, que busca a contratação de mais dez agentes de endemias para o município. Assim, a equipe passará a ter 20 pessoas. Os postulantes já realizaram o curso, promovido pela Vigilância, e, inclusive, podem retirar o certificado na sede do setor, na rua Coronel Antônio Inácio, 92. Os novos agentes, que começarão a ser chamados nos próximos dias, serão um reforço no enfrentamento aos criadouros do Aedes.

Nesta quinta, a Vigilância também fará uma atuação especial com aplicação de inseticida nos pátios de algumas residências do Centro, onde a maioria dos casos foi confirmada. A ação deve ocorrer até as 17h, com a anuência do morador ou da moradora. “Chegaremos na casa da pessoa, pediremos licença e aplicaremos o inseticida”, explica Beatriz. A população do bairro já tem sido comunicada pela Vigilância por meio de avisos escritos distribuídos pelos agentes de endemias. Para a aplicação do inseticida, é importante que os moradores retirem, da frente das casas, animais e potes de comida e água, para proteger os bichinhos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here