Festas clandestinas foram encerradas - Crédito: Prefeitura

Um dos meses mais letais e que contabilizou o maior número de casos de Covid-19 no município foi marcado também pela forte atuação da fiscalização em Montenegro. As ações que visam coibir as aglomerações e o não uso de máscaras são realizadas frequentemente pela Prefeitura, por meio da Vigilância Sanitária, Defesa Civil, fiscais e guardas municiais, juntamente com a Brigada Militar (BM) e, só em abril, resultaram em quase 2 mil abordagens.

Vários estabelecimentos foram autuados e notificados
– Crédito: Prefeitura

Boa parte destas interpelações por parte dos servidores aconteceram no último período do mês, que vai de 23 ao dia 29. Neste tempo, foram 358 abordagens pelo uso de máscaras. Pouco menos do que o pico registrado nas primeiras semanas, quando a fiscalização contabilizou 500 pessoas abordadas. Já em relação aos estabelecimentos comerciais, os números também são altos: em todo o mês, foram 76 espaços autuados e notificados pelo poder público. De acordo com a chefe da Vigilância Sanitária, Silvana Schons, as fiscalizações continuarão acontecendo na cidade, com reforço aos sábados e domingos.

No último final de semana, inclusive, foi lavrado um termo circunstanciado em uma residência no loteamento Luiz Inácio. Além disso, várias festas clandestinas tiveram de ser interrompidas pelas forças de segurança. Uma delas tinha mais de 60 pessoas. Já no final de semana passado, outra festa foi encerrada com mais de 100 participantes.

As abordagens vão continuar por parte dos fiscais da Prefeitura, Guarda Municipal e Brigada Militar
– Crédito: Prefeitura

Nos próximos dias, os estabelecimentos comerciais que mais tiveram problemas com aglomerações serão chamados para uma reunião com o Executivo. Na oportunidade, membros da Administração Municipal explicarão aos proprietários a importância de manter os protocolos sanitários e de distanciamento para que todos sigam a regra sem ser prejudicados. De acordo com o coordenador do Gabinete de Crise, Fabrício Coitinho, o cumprimento das normas fará com que o comércio não precise fechar novamente. “Se não houver aumento de casos e mortes, dificilmente os estabelecimentos fecharão de novo”, reflete.

A ação conjunta envolve a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com a Vigilância Sanitária, fiscais do poder público, Guarda Municipal, Defesa Civil e Brigada Militar. Durante a noite, também haverá atuação da Prefeitura e dos órgãos de segurança pública. Serão realizadas rondas para evitar aglomerações na cidade e coibir o acontecimento de festas clandestinas. A mobilização passará por vários pontos de Montenegro e também aplicará sanções em quem descumprir os protocolos.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here