O novo trecho a ser pavimentado contempla desde a ponte da divisa com o Vale Real até em cima do morro - Crédito: Prefeitura

A partir de algumas avaliações técnicas e do diálogo com a comunidade da localidade do Bananal, a Prefeitura de Feliz optou por alterar o trecho a ser pavimentado na região. A obra que seria realizada em frente a Igreja Luterana, a qual teria 505 metros, com o valor de R$ 465.257,72, agora será executada em um novo local. O novo projeto contempla desde a ponte (divisa de Vale Real e Feliz) até em cima do morro, com mais 50 metros para direita e esquerda, totalizando mais de 800 metros de asfalto e com o investimento de R$ 887.596,74.

A decisão da administração vai ao encontro ao abaixo assinado, com 240 assinaturas, protocolado na última segunda-feira, dia 12, por moradores do bananal solicitando o asfalto no trecho já mencionado acima.
A pavimentação que seria realizada em frente a Igreja, havia sido licitada em 2020 e teve ordem de início dia 06 de outubro de 2020, com prazo final para 04 de janeiro de 2021, no entanto, a empresa não conseguiu começar a obra. Sendo assim, a administração atual prorrogou por duas vezes o prazo de execução, mas após uma conversa com a empresa licitada e tendo em vista a impossibilidade de execução dentro do prazo, optou-se pela rescisão contratual amigável.

Abaixo-assinado com 240 assinaturas pediu a alteração
– Crédito: Prefeitura

Foi diante da situação de rescisão e do conhecimento da real vontade dos moradores, que o município reavaliou o investimento considerando alguns pontos principais, como por exemplo, o trecho ter maior circulação de veículos, seja de moradores do Bananal, Nova Caxias, Canto Port, Canto Chuchu e Linha Temerária que se deslocam através da RS 452 ou até mesmo, daqueles que fazem uso dos serviços e estabelecimentos de Vale Real.

É importante ressaltar que caminhões que realizam o escoamento da produção local, entre eles hortifruti e avicultura, enfrentam diariamente dificuldades no novo trecho a ser pavimentado. Um dos motivos é o declive, o qual é agravado em períodos de chuva e seca, pois a água ‘leva’ todo material colocado durante a manutenção, além da formação de costeletas (ondinhas) que prejudicam a subida de veículos, principalmente de grande porte.

A redução significativa dos recursos destinados a manutenção da via, também foi ponto decisivo, já que com frequência é preciso arrumar a estrada para se haver condições mínimas de tráfego. Segundo relatos de moradores, é frequente a necessidade do resgate de caminhões que não conseguem subir o morro, devido a estrada ser de chão batido.

Outro ponto muito importante levantado na reanálise, foi o número de moradores beneficiados com o novo trecho, triplicando o número de famílias e empreendimento impactados, principalmente pela diminuição da poeira. Assim também como o número de crianças contempladas enquanto aguardam o transporte público escolar.

Com tudo isso, o município investirá o valor de R$ R$ 887.596,74, mais que o dobro do anterior, no entanto, tal investimento se faz necessário diante das reais necessidades e dos impactos positivos que a obra trará à localidade. A partir dessa decisão, o município estará iniciando o processo licitatório da referida obra.

 

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here