Imagem ilustrativa/internet

O mapa preliminar do modelo de Distanciamento Controlado, divulgado ontem, sexta-feira, dia 12, traz 16 regiões em bandeira vermelha e apenas cinco em laranja. Entre as regiões covid em laranja está novamente a da Serra, que tem como referência Caxias do Sul e inclui seis cidades do Vale do Caí: Bom Princípio, Feliz, Vale Real, Alto Feliz, São Vendelino e Linha Nova. Os demais municípios do Vale do Caí estão na bandeira vermelha, de risco alto. Sete cidades podem adotar protocolos de laranja por não ter tido mortes e internações nos últimos 14 dias: Barão, Brochier, Harmonia, Maratá, São José do Hortêncio, São José do Sul e Tupandi. E as outras sete cidades integrantes da Associação dos Municípios do Vale do Rio Caí (Amvarc) podem adotar protocolos de laranja devido a cogestão. Ainda podem ser encaminhados recursos até a manhã de domingo e na segunda-feira será divulgado o mapa definitivo para a próxima semana.

Na véspera do Carnaval, o governo do Estado fez alertas específicos sobre cuidados e o estágio da doença no Rio Grande do Sul. Entre os indicadores monitorados pelo sistema de enfrentamento à pandemia, chamam a atenção a forte elevação no número de confirmados em leitos clínicos (+23%), o aumento nos registros de hospitalização (+32%) e também no número de óbitos (+16%). As internações em UTI se mantiveram estáveis (+1%). Na 41º semana do modelo de Distanciamento Controlado, houve leve aumento no número total de leitos de UTI ocupados. Considerando a estabilidade no total de leitos e também dos confirmados com Covid-19 em UTI, a razão de leitos livres para cada ocupado por Covid-19 reduziu para 0,79 no Estado.

Com o Carnaval, o Gabinete de Crise chama a atenção para que os gaúchos sigam respeitando os protocolos, principalmente quanto à higienização constante das mãos, evitar aglomerações e o uso obrigatório de máscara em todas as bandeiras.

O novo Boletim Genômico sobre as cepas de coronavírus no Rio Grande do Sul, finalizado nesta sexta-feira, registrou o primeiro caso da linhagem P1 no Rio Grande do Sul. O caso foi notificado em um morador de 88 anos da região da Serra, que apresentou os primeiros sintomas da doença no final de janeiro. A P1 é uma variante da Covid que tem como característica já conhecida a maior capacidade de transmissão, ou seja, transmite mais rapidamente o vírus de uma pessoa para outra.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Deixe um comentário
Please enter your name here